Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

No Boletim Municipal - a Exposição...

 

 

estou: Noticia no Boletim
música: Exposição Percurso de Maria Jose Rijo

publicado por Maria José Rijo às 23:22
| comentar | Favorito
partilhar
12 comentários:
De Adalgisa Alexandra a 4 de Novembro de 2008 às 01:33
Tiazinha querida
Mais uma noticia da sua exposição.
E mais fotos não tem? Mostre mais... mostra.?
Muitos beijinhos

Gisa


De maria José a 4 de Novembro de 2008 às 20:04
Querida Gisa
Isso das fotografias é com a Paulinha. Ela é quem faz o blog, tira fotografias, escolhe outras, ela é que é a artista - eu, apenas forneço o motivo para ela levantar vôo...
Obrigada pela fidelidade
Beijinhos - tia Zé


De Manuel Barbosa a 4 de Novembro de 2008 às 01:49
D. Maria José
Na semana passada estive na sua exposição em
Elvas e devo dizer-lhe que eu e a minha mulher ficamos
encantados com esta sua arte de trabalho.
Foi uma menina, creio que de nome Mafalda, muito
simpatica que nos mostrou com especial simpatia.
Um Louvor para ela.

MAs cara D. Maria José - queria dizer-lhe o que mais
me agradou em toda a sua exposição, mas é-me
muito dificil escolher melhor... Adorei tudo - devo
usar de sinceridade.
Aminha Senhora, ficou encantada com os registos
e com os trabalhos de conchas.

Mas...
O nosso muito obrigado pela sua exposição e por este
blog onde nos sentimos em casa.
Foi só pena não nos termos cruzado enquanto
estive na sua cidade.
Foi mesmo pena.

Um abraço

Manuel e Luzia Barbosa



De maria José a 4 de Novembro de 2008 às 20:15
Meus amigos - e digo Amigos porque de outra forma não poderia designar quem se me dirige com tanta simpatia - fico muito grata pela vossa visita e pelo vosso apreço . Só lamento ter perdido a oportunidade de vos ter conhecido.
Um abraço grande e grato para ambos
Maria José


De Gustavo Frederich a 4 de Novembro de 2008 às 02:06
Querida Tia
Grato pelas suas palavras, é sempre tão gostoso para
mim (e creio que para todos) quando a dona do blog
nos responde e fala comnosco.
Quando a tia nos fala é como se estivesse todo o
tempo sentada a nosso lado, a conversar, e eu
ficaria a ouvi-la falar.

Vejo tia que as pessoas gostam muito dos seus
trabalhos, na exposição, que não gostam muito da
sala por ser pequena, que nem sempre simpatizam
com quem as recebe... Mas o bom é que as
pessoas apreciem as suas peças, o Percurso da
sua vida, o resto ninguém vai recordar, porque o
que fica é mesmo a sua muita sensibilidade.

Gosto MUITO de si.
Seu sobrinho

Gus


De maria José a 4 de Novembro de 2008 às 20:24
Gus - estava aqui a pensar: - será que não conhecerei este Menino na minha vida?
Sei que está mais bonito desde que cortou a barba porque isto de tias têm muitas coisas em comum.
Depois, não sei mais nada a não ser que gosto muito de si, mesmo com mistério, e que tenha voltado a deixar crescer a barba.
Oh! contradições desta vida!
Beijinhos - tia Zé


De Manuel Maria Reis a 4 de Novembro de 2008 às 16:34
Dona Maria José Rijo
Foi com muita alegria que estive na sua exposição.
Tem ali uma sala cheia de maravilhas.
Os seus bonecos são de uma AUTENTICIDADE que
deslumbram. Eu vivi alguns anos no baixo alentejo,
em casa de uma velha tia, que cuidava de mim e de
minha irmã.
E se bem me lembro, as pessoas trajavam assim, e os
rostos dos seus bonecos parece terem vida, parecem
sorrir.
Estão o máximo - como costuma dizer o meu bisneto
Miguelito.

Muitos Parabens por este LINDO PERCURSO, que está
a mostrar na pequena sala do Museu de fotografia.
Desculpe, eu dizer, mas não gostei do espaço
escolhido, parece estar baixo terra, é claustrofobico...
mas valeu a pena olhar as maravilhas que a Senhora
fez ao longo de anos.

Sinceramente GOSTEI.
A Exposição Percurso, deve e merece ser vista não
só com os olhos - mas também com o coração. Há
ali muito amor e sensibilidade.

Muitos Parabens

Desde já seu admirador
Manuel Maria Reis


De Maria José a 4 de Novembro de 2008 às 20:36
Manuel Maria Reis - Obrigada, muito muito obrigada, pelo calor do seu apreço. Nunca imaginei que os meus trabalhos pudessem assim interessar.Essa descoberta, que me agrada e agradeço a Deus, faz-me também um certo pudor que ma afasta da exposição. A não ser a pedido de algum amigo - não vou lá.
Um abraço grato - Maria José


De Dolores e Avelino a 4 de Novembro de 2008 às 20:08
Minha nossa querida Tia
A tia nem sabe...
Andamos muito preocupados porque a nossa menina
agora anda com um grupinho de marginais e passa
noites fora em festas e nem sei que mais...
EStou desolada...
Assim que eu souber alguma coisa logo lhe conto.
Beijinhos tia


Dolores


De maria josé a 4 de Novembro de 2008 às 20:53
Meus Queridos - O que acontece à Luizinha é a mesma desorientação que acontece a muitos militares que regressam da guerra e a pessoas que não tem capacidade psicológica para suportar tanto sofrimento como vos aconteceu.
Ela precisa de ajuda.Ela não é responsável por não se saber defender de tanta angustia, mas está-penso- necessitando de um abanão dado por um bom psicólogo. Avalio como devem estar "perdidos"com mais esta preocupação.
Que Deus dê força e sabedoria ao vosso amor por ela para que encontrem as palavras certas para lhe tocar o coração.
Que a Mãe do céu vos proteja a todos
Beijinhos - Tia Zé


De Flor do Cardo a 4 de Novembro de 2008 às 20:19
Cara amiga Maria José
Hoje vim eu... já me sinto um pouco melhor, é que
cai no jardim de casa e bati com a cabeça, fiz uma
ferida de todo o tamanho na testa - tive de ser
cozido e levei cinco pontos... nem imagina como
foi dificil, na minha idade estas coisas já não são
pera doce.
Proibi o Aristeu e o Gilio de lhe contarem, pois
não quero que fique preocupada cá com o velhote,
mas já estou um pouco melhor e por isso cá vim
eu contar-lhe pessoalmente.

E por aí que tal?
Como estão essas politiquices locais? Como para
o ano é de eleições, certamente já se nota a
movimentação dos partidos e todo o resto...

O Natal já se aproxima a passos largos e o Outono
já pinta a paisagem de amarelos. Elvas deve de
estar linda.
A minha mulher gostava imenso de caminhar sobre
os mantos de folhas caidas, junto das arvores,
deliciava-se com o perfume que anda no ar...
Que saudade ...

E consigo- está melhor da gripe? Espero que sim,
as gripes na nossa idade são duras de roer...
E a exposição ainda patente até dia nove não é?
Sabe que o meu Amigo Américo voltou ao Museu
para apreciar , com calma a exposição e desta vez
adorou uma menininha, que ele não soube o nome
mas que lhe indicou parte da exposição, depois ele
olhou tudo sózinho para apreciar demoradamente.
Devo dizer que ele Adorou .

Boa amiga fique com Deus e força e coragem para
enfrentar mais este inverno.
Um grande abraço

Luciano


De Maria josé a 4 de Novembro de 2008 às 21:46
meu bom Amigo
Obrigada pelos seus cuidados comigo, muito obrigada.
Já tinha estranhado a sua ausência e, ia mesmo escrever-lhe hoje.Parece ter sido transmissão de pensamento. Na verdade eu apenas tenho estado constipada só que os meus "antecedentes"fazem que qualquer amostra de contipação se arrasta até vir a mulher da fava rica e eu tenha que estar na estufa como as plantas raras até recuperar condições para me vacinar , o que aconteceu hoje!- finalmente.
Do meu Amigo, não deixam de me afligir as suas quedas. Já é a segunda em pouco tempo. Não será o caso de inaugurarmos a era das bengalas? - muitos amigas minhas já usam. Escolhem é peças lindas de castão de prata e fica-se na dúvida se é necessidade se é apenas "charme".
Vá lá que desta vez ambos voltamos "a saltar o barranco" Nas nossas idades temos que ser prudentes,até nem sei que potência porque as fragilidades surpreendem-nos a cada passo. Fica combinado que vamos iniciar entre os dois um campeonato de prudência. Valeu?
Gostaria de ter conhecido o seu amigo Américo mas já estou habituada aos seus mistérios.Paciência.
Quanto ás politiquices locais - mais do mesmo - para não variar. E, também para não fugir à regra comentei, a entrevista do senhor Presidente da Câmara.Gosto muito de Elvas, como sabe, e, ainda que não me entendam, pensei ser minha obrigação
faze-lo com honestidade, sem especulações.
Continuo a esperar a "tal" fotografia...
Saudades - um abraço amigo - Maria José
P.S:Também já pode espreitar a minha sobrinha bisneta Leonor e ver os testes de ginástica do campeonato que ela ganhou.


Comentar post

.Maria José Rijo

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. A afilhada da Tia Zé

. Páscoa - 2017

. Homenagem a Maria José Ri...

. Cá Estou ... - 1

. OLÁ Dolores

. 2007 - 2017 = 10 º Aniver...

. ENCONTROS DE CIRCUNSTÂNCI...

. Recado para os Sobrinhos ...

. Saudades

. A Feira de São Mateus 201...

.arquivos

.tags

. todas as tags

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.links

.Contador desde- 7-2-2007

Nova Contagem-17-4-2009 - @@@@@@@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@ A Seguir-nos por aqui. Obrigado @@@@@@@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@

.Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

.ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@

.LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@