Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2009

O Diálogo

Jornal Linhas de Elvas

Nº 2.956 – 14 de Fevereiro - 2008

Conversas Soltas

           

Dou, em cada dia, graças a Deus pela qualidade da minha vida.

Tenho – terei mesmo? – (duvido que a dimensão do Bem da Vida, seja humanamente mensurável, mas isso já é outro assunto) consciência do que a Sua misericórdia me concede por, na casa dos oitenta, ainda me bastar a mim própria, olhar com interesse o mundo à minha volta, pensar, tentar entender e, até intervir.

Que, isto de falar, sem esconder o rosto, não é mais nem menos do que assumir o dever de cidadania que a todos cabe e quer dizer – também sou responsável.

Daí que ouça, com atenção, as intervenções públicas dos Senhores Ministros e Senhores Deputados e, também dos Senhores Políticos presidentes de partidos, etc... etc,,,

Daí que dos debates, das propostas, das decisões, das sugestões, críticas recíprocas, das alfinetadas, das catilinárias, (como diria meu Pai), me tenha ficado a nítida sensação de que em lugar de estarem equacionando problemas nacionais, (que querem resolver) na maior parte dos casos estão usando em despique floreados de oratória para ver quem enrola, (este termo parece-me fora de propósito, será?!) melhor o opositor, e ganha mais aplausos das galerias. (traduzo: votos)

                     avieir.jpg

Então, neste ano de comemorações do IV centenário do Padre António Vieira, é ver como cada qual se esforça por brilhar na oratória!...

Não admira, na circunstância, que me lembrasse de trazer a lume uma estórinha dos meus tempos de criança, aprendida na escola da aldeia, que servia para se falar muito, sem dizer nada, mas, pelo menos, não dá vontade de chorar ao ouvi-la.

Parece-me um excelente exercício dialéctico para uso dos Senhores Políticos...

È verdade que ninguém o entenderá, mas, pelo menos, a gente ri-se...

Imaginemo-los com os seus ares de donos irrefutáveis da verdade, dedo acusador em riste apostrofando o opositor em tom declamatório:

“ Que te importa a ti?

A conversa é teu?

Quando eu falar com tu,

Logo tu falas com eu!”

 

Nada mais perfeito para a “sintonia” dos projectos em curso: -

Ponte, aeroporto, TGV, incineração...decisões de justiça... tudo, tudo, tem cabimento neste – esclarecedor – solilóquio, seja ele repetido por quem for!

     

– À direita, à esquerda ou, até ao centro...

Porque assim todos – como eles – ficaremos sem saber qual é o rumo.

Ou se, ainda, há rumo possível...

 

Maria José Rijo

 

estou:

publicado por Maria José Rijo às 22:27
| comentar | Favorito
partilhar
8 comentários:
De Anónimo a 8 de Janeiro de 2009 às 00:19
Boa noite minha Senhora!-Foi á medida certa a sua frase:Que te importa a ti?
A conversa é teu?
Quando eu falar com tu
Tua falas com eu!
Ora aqui está soletrada a resposta do Primeiro Ministro aos jornalistas , para esclerecimento dos portugueses.Bem haja pela sua graça natural.
Desejo muita saúde e longos anos com esse saber viver.Um beijo


De poetaporkedeusker a 8 de Janeiro de 2009 às 00:57
Muito boa noite, minha amiga. Fui presenteada com o Prémio Blog de Ouro e decidi oferecê-lo também a si, já que as regras impõem que nomeemos blogs que nos inspirem. Se quiser ter a bondade de recolhê-lo, estará à sua disposição no "salão de troféus" do poetaporkedeusker, o http://premiosemedalhas.blogs.sapo.pt/

Obrigada e um abraço!


De Adalgisa Alexandra a 8 de Janeiro de 2009 às 01:21
O lema do seu blog (acho eu)
SEMPRE bons temas, num português especial
e sempre acompanhados por sujestivas fotos.

Muitos Parabens minha querida Tia
E continuação de posts maravilhosos.

Beijinhos

Gisa


De Aristeu a 8 de Janeiro de 2009 às 01:29
Minha e muito querida Tia
Passei para deixar um grande beijinhos
ler mais esta maravilha de texto - que aliás -
sempre me agradam.
O meu Pai nem se fala adora todos eles.
Agora o Senhor Luciano também fica na horta
do Tia Américo - mas fica na sombra tomando
àgua de coco fresquinha emnquanto o amigo
se esfola a trabalhar ... ehhh ehhh
E eu cá me vou rindo com os dois...

Muitos beijinhos Tia
Ah o Gílio fala em ir ve-la pelo carnaval...
deixe ver se é verdade.

Gostamos muito de si

Aristeu


De António Piedade a 8 de Janeiro de 2009 às 01:33
Excelente texto minha Amiga
Adorei desde a primeira até a ultima linha.
Formidavel e a quadra uma delicia.
A imagem do chimpanzé ( fartei-me de rir)
Bem haja minha amiga
deliro com os seus artigos.
(adoro os que têm caris politico.)

Bem haja
Bom ano e boa continuação...

Seua migo

Antóno Piedade


De Maria José a 13 de Janeiro de 2009 às 19:59
António Piedade
Fico feliz quando me diz que esta blog lhe agrada.
Como sabe , quem o faz é a Paula - minha sobrinha de coração.
Tenho a certeza que a ela se deve - pela seu sentido artístico e pela subtileza com que atravez da fotografia comenta a escrita - o interesse que desperta.
Um abraço amigo
Maria José


De Gustavo Frederich a 8 de Janeiro de 2009 às 01:37
Boa noite minha tia
Cá estou eu para receber o seu abraço...
entrar neste blog é uma maravilha, é como chegar
a acasa do nosso sangue.

Gosto muito de si.
Gus

Volto...


De Dolores e Avelino a 8 de Janeiro de 2009 às 01:48
Olá minha (nossa) querida Tia

Passei mesmo só para lhe deixar um beijinho
já está tarde - tenho de ir dormir .
Por aqui estamos todos bem, com neve e frio, mas
bem.

Vi nas noticias muito frio para portugal e vinha
pedir-lhe para ter cuidado consigo.
Não se deixe arrefecer demasiado, olha que na
sua idade (não digo por mal) é muito perigoso.
Não se deixe engripar.
Proteja-se do frio Tia.

Mil beijinhos com neve daqui da frança

Dolores
Avelino e Bajé


Comentar post

.Maria José Rijo


. ver perfil

. seguir perfil

. 55 seguidores

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Apresentação do Livro de ...

. O Natal e os Poetas - 201...

. São Mateus 2017

. Participação - Programas ...

. Programa de São Mateus 20...

. Carta aos meus queridos A...

. Aniversário do Linhas - 2...

. Viagem a Fátima

. Reportagem do Jornal Linh...

. Parabéns Avelino

.arquivos

.tags

. todas as tags

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.links

.Contador desde- 7-2-2007

Nova Contagem-17-4-2009 - @@@@@@@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@ A Seguir-nos por aqui. Obrigado @@@@@@@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@

.Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

.ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@

.LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@