Domingo, 11 de Janeiro de 2009

Direita e esquerda

Jornal Linhas de Elvas

Nº 2.843 – 9 – Dezembro - 2005

Conversas Soltas

                  

Não! – Não vamos marcar passo.

Não vamos, até porque é isso que já estamos a fazer há muito tempo com esta querela ridícula de: - tu não prestas porque és de direita e tu és magnífico porque és de esquerda; ou vice-versa porque a recíproca também é verdadeira.

Não são os partidos que fazem as pessoas boas ou más, honradas ou sem vergonha.

As pessoas é que formam os partidos e, assim, quer de direita quer de esquerda comportam, uns e outros, gente capaz e gente incapaz. Idealistas e oportunistas, gente altruísta e gente egoísta...

Gente capaz de grandes causas e gente que só põe em causa o seu próprio umbigo...

                       

E, sempre assim será, não tenho dúvidas.

Porque se assim não fora bastavam os dez mandamentos, ou até só um: - ama o próximo como a ti mesmo – e tudo estaria resolvido.

Photobucket

Ora, como Portugal, em território, relativamente à Europa é como que um pequeno quintal onde se podem molhar os pés no mar por toda a costa, todos nos encontramos aqui ou ali, e nos conhecemos e identificamos muito bem.

Sabemos dos gostos, das manias, das fraquezas, das qualidades e defeitos que mostram e também das que escondem os nossos políticos e temos portanto o nosso juízo formado, de tal modo que quando começa o blá-blá-blá das “farturas” - do vota em mim que eu é que sou bom “como o caraças”- muitos de nós procuramos outra estação para ver se encontramos o tal “caraças” para lhe oferecermos o voto.

Só que o “excelso caraças” é um mito como já se viu num outro concurso, mas esse de música e sonoros garganteados de timbres diferenciados.

Photobucket

Assim desprotegidos de míticos heróis salvadores, temos cada um de nós de intimamente decidir qual a pessoa que nos parece mais capaz e fazer a escolha do “goleiro” mais hábil seja do Porto, do Benfica, do Sporting, do Cabeça Gorda ou do Alcantarilha...

 

Não sei se a alguns passou despercebida a bonita história de uma gata tigrada chamada “emily”.

Anamí (Pequena) por Laura Nah Cattani.

Como todos os felinos da sua espécie, emily, é curiosa e aventureira. Então numa das suas escapadelas foi vasculhar um contentor carregado de papel. Levou a sua investigação tão a fundo que os operários fecharam o contentor sem dar conta da intrusa.

E, aqui vai ela de viagem por navio até França e depois Bélgica onde acabou por ser encontrada e identificada pela direcção que tinha inscrita na coleira. Tratada da desidratação e alimentada a preceito, após um mês de ausência regressou ao seu país e aos seus felizes donos, em viagem oferecida, de avião e em primeira classe.

              É um episódio ternurento destes que os homens – que geram guerras e genocídios – também - são capazes até para proteger uma gatinha aventureira e de que todos tomamos conhecimento com um sorriso bom no coração.

                     

Claro que ninguém sabe se este gesto foi de gente da direita ou da esquerda e ninguém perguntou a filiação partidária aos autores da proeza, como é óbvio!

Interessa o que foi feito e bem feito e deixou feliz a criança que no aeroporto esperava – Emily – com um aconchegante abraço de mimo e felicidade.

 

 

Maria José Rijo

Anamí (Pequena) por Laura Nah Cattani.

estou: Direita e esquerda
música: 2005

publicado por Maria José Rijo às 15:24
| comentar | Favorito
partilhar
5 comentários:
De Adalgisa Alexandra a 11 de Janeiro de 2009 às 21:17
Olá tiazinha
Boa noite, cá está a Gisa, que veio ler o texto.
Tem toda a razão no que diz.
Concordo plenamente com o que escreveu.

Gosto muito da sua lucidez e desta forma brilhante
como pensa e diz as coisas.
Aprendo sempre, aqui no seu blog.
É mesmo uma Senhora Única - daquelas pessoas
que existem poucas na terra.
Acredite que é.
Gosto muito de si Tia

Gisa
Muitos beijinhos


De Adelaide Matias a 11 de Janeiro de 2009 às 21:27
D. Maria José Rijo
Muito boa noite já não primeira nem será a última
vez que venho aqui a sua "casa" - e gosto imenso
de estar por aqui.
E digo porquê:
-- Porque é um blog que é actualizado todos os dias,
-- Porque tem imagens sempre muito bonitas
-- Porque tem boa prosa e poesia
-- Porque o português é excelente
-- Porque é sempre muito Lucida, verdadeira
-- Porque tem imensa sensibilidade e domina várias
áreas de saber - o que muito me agrada.
-- Porque o blog está muito bem arrumadinho e eu
posso sempre encontrar o que procuro para reler.
-- Porque tem muita gente que a segue e escreve
comentários normais - sem gente mal educada que
estragam a vida dos blogs
--
e levaria aqui a mencionar muitissimas outras razões
mas ficaria lmaçadora para si.

Obrigada e boa continuação
Muitos beijinhos

Adelaide Matias
Mas...


De Maria José a 13 de Janeiro de 2009 às 18:42
Adelaide Matias-venho agradecer as suas visitas e o incentivo que as suas generosas palavras me trouxeram. Ás vezes penso que se eu tivesse sido mais confiante, se tivesse tido segurança para mostrar o que escrevia e tivesse encontrado no meu caminho "Adelaides Matias", tudo poderia ter sido menos fruto de acasos.
Verdade, verdade, é que os Amigos chegam sempre na hora certa.
um beijo e obrigada
Maria José


De Xavier Martins a 11 de Janeiro de 2009 às 23:15
MAs que interessante
este seu artigo.
A Senhora tem mesmo o dom da escrita e também
um dom nas mãos - a sua exposição - não me vou
esquecer nunca - porque era de uma beleza
extraordinária.

Adorei.
E gosto imenso dos seus artigos
São sempre especiais , de grande lucidez e escritos
desta sua forma sublime.
Mais uma vrz PARABENS
- mas a Senhora
esqueceu-se do outro blog (de que eu também
muito gosto.)
Cá ficarei a espera.

Um grande abraço e boa semana.

seu amigo e admirador

Xavier Martins


De Maria José a 13 de Janeiro de 2009 às 18:55
Meu Amigo
Creia que não esquecemos o outro blog!
O que acontece é que há épocas que juntam os dias pequenos e escuros com lembranças pesadas de tanto significado nas nossas vidas, que, tudo somado cria muitas vezes uma vontade de hibernar a que é impossível dizer não.
Começam agora os dias a crescer, espero e confio que Deus ajude .
Um abraço agradecido pela sua paciência e amiga presença
Maria José


Comentar post

.Maria José Rijo

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Parabéns Avelino

. Parabéns Luciano

. CONVITE

. Cá Estou ... - 2

. CORAL PÚBLIA HORTÊNSIA DE...

. CRIANÇA - 1990

. Parabéns

. A afilhada da Tia Zé

. Páscoa - 2017

. Homenagem a Maria José Ri...

.arquivos

.tags

. todas as tags

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.links

.Contador desde- 7-2-2007

Nova Contagem-17-4-2009 - @@@@@@@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@ A Seguir-nos por aqui. Obrigado @@@@@@@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@

.Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

.ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@

.LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@