Sábado, 7 de Fevereiro de 2009

Este blog faz 2 anos

No dia em que se celebra o 57º aniversário

do desaparecimento

de Sebastião da Gama

por pura coincidência

este blog fáz dois anos.

fica bem aos pequenos saudar os grandes

registamos aqui

a nossa homenagem!

..

 

Sebastião da Gama in "Serra-Mãe"
.

"O murmúrio é a alma de um Poeta que se finou
e anda agora à procura, pela Serra,
da verdade dos sonhos que na Terra
nunca alcançou."

 

estou: 2º aniversario do blog
música: 2007-2009

publicado por Maria José Rijo às 00:02
| comentar | Favorito
partilhar
15 comentários:
De Aristeu a 7 de Fevereiro de 2009 às 00:19
Eis o dia
do ANIVERSÁRIO - 2 anos faz hoje o meu blog
favorito. (Não é meu) mas assim o sinto.
É como visitã-la todos os dias.
Muitos Parabens e Adorei a coincidencia de ser
também o aniversário de Sebastião da Gama.
O Sebastião era uma força da natureza e como
tal estará sempre à frente do seu tempo
A minha Mãe conhecia e gostava muito da Poesia
de Sebastião.
Quando eu lhe pedia um poema ela dizia
lhando-me nos olhos:
.
Pequeno Poema



Quando eu nasci,
ficou tudo como estava.

Nem homens cortaram veias,
nem o Sol escureceu,
nem houve Estrelas a mais...
Somente,
esquecida das dores,
a minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,
não houve nada de novo
senão eu.

As nuvens não se espantaram,
não enlouqueceu ninguém...

Pra que o dia fosse enorme,
bastava
toda a ternura que olhava
nos olhos de minha Mãe...


Sebastião da Gama (1924 - 1952)

................
Sabia muitos mas creio que este seria o seu
preferido.
E a Tia qual é o seu poema preferido deste
poeta impressionante?

Muitos Parabens Tia
por estes dois magnificos anos de postagens.
Gosto muito de si.

Aristeu



De Amilcar Martins a 7 de Fevereiro de 2009 às 00:45
D. Maria José
Os meus sinceros Parabens pelo aniversário do
Blog e pela feliz coincidencia.

Por favor, continue.
Tem aqui um blog sério, repleto de amigos
que muito a estimam e a consideram.

Hoje, com um beijinho de Parabens

Amilcar Martins


De Gustavo Frederich a 7 de Fevereiro de 2009 às 01:04
Hoje tinha mesmo que vir
aqui a esta casa linda.
2 anos de blog é muito gratificante - e aqui tem sido
postados textos mesmo muito bons, de uma
qualidade extrema.
Desde o inicio, desde que encontrei este blog, na
minha procura de poesias e poemas, que nunca mais me afastei daqui (pequenas ausencias) mas de
coração - estou sempre por cá, creio que muitas vezes adormeço nestes textos ue me levam sempre
por caminhos uns - que não conheço e outros que
me fazem sonhar.
Gosto de andar por aqui.
Faz-me bem.
Gosto de si.

Com muito carinho
Seu sobrinho

Gus


De Dolores e Avelino a 7 de Fevereiro de 2009 às 01:13
Parabens
Muitos Parabens Tia
nesta data tão importante de vida.
O seu blog é realmente MUITO bom.

Sebastião da Gama - era um autor que o meu sogro
conhecia e declamava muitas vezes.
O avelino sabe este poemas (que lhe ensinou o pai)
..
O Sonho
Pelo Sonho é que vamos,
comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não haja frutos,
pelo sonho é que vamos.

Basta a fé no que temos,
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
com a mesma alegria,
ao que desconhecemos
e ao que é do dia-a-dia.

Chegamos? Não chegamos?
- Partimos. Vamos. Somos.

( in Sebastião da Gama, “Pelo sonho é que vamos”, 1953)
------------

Espero que goste.
Nos gostamos muito de si
Feliz dia de aniversario

DOLORES
Avelino
Magé


De Xavier Martins a 7 de Fevereiro de 2009 às 01:23
Mas que maravilha
O meu blog preferido faz anos.
Muitos Parabens D. Maria Jose por este
feliz aniversário e por esta noticia conjunta e tão
importante.

SEbastião da Gama - o poeta da Serra Mãe.
Já que hoje todos, ou quase lhe deixam um poema
eu também sei um e que é assim:

.
CANTILENA



Cortaram as asas

ao rouxinol

Rouxinol sem asas

não pode voar.



Quebraram-te o bico,

rouxinol!

Rouxinol sem bico

não pode cantar.



Que ao menos a Noite

ninguém, rouxinol!,

ta queira roubar.

Rouxinol sem Noite

não pode viver.

----------------

Um abraço
e feliz dia de aniversário e de Blog.

Hoje também fica aqui um beijinho meu

Xavier Martins


De Augusta Silva Torres a 7 de Fevereiro de 2009 às 01:38
Minha tão querida Amiga
Eu sei que é muito tarde, muito de verdade,
demais para estar acordada na minha idade
mas hoje, tenho estado consigo no meu
pensamento , todo o dia.
Tem nevado bastante por aqui, o frio tem sido
quase insuportavel e eu tenho estado muito
adoentada. Uma constipação que me trouxa
para a cama, agora já stou melhor mas muito
fragilizada. A idade não perdoa.
Espero e desejo que a minha querida amiga
escritora e poetisa (o que muito me orgulho deste
contacto nosso) esteja bem de saude.
Mas como estava a dizer, lá atras, a Senhora não me
tem saido do pensamento - o meu netinho esteve
cá e está (neste instante) - (eu falo e ele escreve)-
-
leu-me um texto que me agradou de sobremaneira
- As gavetas - o que eu adorei, alias todo o seu
blog é uma maravilha - desde a primeira a
ultima pagina.

E agora deparei-me com este aniversário e eis
que estou aqui para a parabenizar - a si e a sua
sobrinha querida - que consegue elevar tão mais
alto a sua tia.
Realmente a Senhora é muito especial.

Querida amiga ficaria aqui a conversar consigo
toda a noite - mas não consigo - tenho que
dormir - mas antes deixo-lhe (também) aqui um
poeminha de Sebas~tião da Gama para si.
........
SOMOS DE BARRO



Somos de barro. Iguais aos mais.

Ó alegria de sabê-lo!

(Correi, felizes lágrimas,

por sobre o seu cabelo!)



Depois de mais aquela confissão,

impuros nos achamos;

nos descobrimos

frutos do mesmo chão.



Pecado, Amor? Pecado fôra apenas

não fazer do pecado

a força que nos ligue e nos obrigue

a lutar lado a lado.



O meu orgulho assim é que nos quer.

Há de ser sempre nosso o pão, ser nossa a água.

Mas vencidas os ganham, vencedores,

nossa vergonha e nossa mágoa.



O nosso Amor, que história sem beleza,

se não fôra ascensão e queda e teimosia,

conquista... (E novamente queda e novamente

luta, ascensão... ) Ó meu amor, tão fria,



se nascêramos puros, nossa história!



Chora sobre o meu ombro. Confessamos.

E mais certos de nós, mais um do outro,

mais impuros, mais puros, nós ficamos.

........................

Um abraço e com este poema me despeço.
Até a manhã e bom fim de semana.

Sua admiradora

Augiusta Silva Torres


De Ana Maria Lourenço a 7 de Fevereiro de 2009 às 12:00
Minha boa amiga
por causa da festa de Carnaval que estou a preparar
nem tenho conseguido aparecer por cá - mas lembrei-me
que estaria por perto o dia do aniversario deste blog
fantastico - que eu adoro - e parece que acertei.
Cheguei mesmo na boa hora.

Feliz aniversario D. maria José Rijo.
Dois anos de vida - e com textos desta qualidade -
é bom fazer anos assim.

Reparei que noutros comentarios têm poemas
Para si de Sebastião da Gama - eu também sei um
dele que eu adoro e vou escreve-lo para si.
É assim..........................................
Poema da minha esperança


Que bom ter o relógio adiantado!...
A gente assim, por saber
que tem sempre tempo a mais,
não se rala nem se apressa.

O meu sorriso de troça,
Amigos!,
quando vejo o meu relógio
com três quartos de hora a mais!...

Tic-tac... Tic-tac...
(Lá pensa ele
que é já o fim dos meus dias.)

Tic-tac...
(Como eu rio, cá p'ra dentro,
de esta coisa divertida:
ele a julgar que é já o resto
e eu a saber que tenho sempre mais
três quartos de hora de vida.)

............

Muitos beijinhos
e Feliz aniversário
Beijinhos daqui da sua amiga

Ana Maria Lourenço


De Flor do Cardo a 7 de Fevereiro de 2009 às 12:19
Foi necessário ter perdido tudo
para chegar à perfeição enorme
de não poder perder a confiança.
Já com riquezas vãs me não iludo.
Sei por fim que sou rico simplesmente
das coisas que deixaram de ser minhas.

Sebastião da Gama
__________________________

Goste deste pedacinho - fala-me ao coração.
A minha mulher tinha uma paixão pela poesia
de Sebastião.
Tinhamos amigos que conheceram Sebastião e por duas vezes estivemos para nos encontrarmos - mas
uma vez por nossa causa, e outra pel parte dele,
nunca se deu o esperado e desejado encontro na
Serra Mãe, onde em certa altura das nossas vidas
por lá passamos algum tempo.
Coisas do destino trocado.

Muitos Parabens por este fantastico blog qe merece,
pela qualidade e beleza as visitas e apreciações
que tem - o resto nem interessa (sabe a que me
refiro - simplesmente nem existem).
Gosto imenso desta familia que caminha aqui a seu
lado, com o prazer de ler o que nos mostra com
tanta beleza e carinho.

Seu admirador e amigo do Brasil

Luciano


De poetaporkedeusker a 7 de Fevereiro de 2009 às 13:37
Muitos parabéns pelo 2º aniversário do seu blog, minha amiga.
Como muito bem disse "fica bem aos pequeninos saudar os grandes, por isso aqui fica a minha saudação.
Um grande abraço.


De artesaoocioso a 7 de Fevereiro de 2009 às 16:46
Parabéns pelo duplo aniversário.
Dona de uma memória prodigiosa (que inveja...) e uma escrita transparente, serena e lúcida, é um prazer visitar o seu blogue.
Quando era moleque em Setúbal, Sebastião da Gama dada aulas na Escola Comercial.
Muitos alunos gostavam dele, eu também.
Cumprimentos


Comentar post

.Maria José Rijo

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Parabéns Avelino

. Parabéns Luciano

. CONVITE

. Cá Estou ... - 2

. CORAL PÚBLIA HORTÊNSIA DE...

. CRIANÇA - 1990

. Parabéns

. A afilhada da Tia Zé

. Páscoa - 2017

. Homenagem a Maria José Ri...

.arquivos

.tags

. todas as tags

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.links

.Contador desde- 7-2-2007

Nova Contagem-17-4-2009 - @@@@@@@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@ A Seguir-nos por aqui. Obrigado @@@@@@@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@

.Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

.ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@

.LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@