Domingo, 7 de Fevereiro de 2010

ANIVERSÁRIO - III ano do Blog

 

 

Não me sentiria bem se, neste dia em que o blog completa três anos, deixasse sem uma palavra de afecto e gratidão todas as pessoas que nos visitaram ao longo deste tempo.
Alguns passam em silêncio, outros comentam, aplaudem, interferem, acompanham , outros tornaram-se tão assiduos que já são da casa e, outros ainda já se tornaram família.
A todos, que juntos já perfizeram um total de 167.422,visitas, a todos se deve a vida deste blog e a gratidão de quem carinhosamente, o cria, somada ´com um reconhecimento sem palavras que o expressem da

Maria josé Rijo

[mariaJosé+e+paula.JPG]

 

estou: 3 anos do blog - 2007 a 2010
música: ANIVERSÁRIO do BLOG - 2010

publicado por Maria José Rijo às 19:59
| comentar | Favorito
partilhar
7 comentários:
De Xavier Martins a 7 de Fevereiro de 2010 às 20:34
PARABENS
Parabens por esta maravilha de Blog.
Para quem tem inveja que faça um, é o que eu
costumo dizer a minha mulher.
Por vezes entro noutros e é só má lingua, uma
vergonha, pelo menos aqui fala-se sem haver
pelo meio as "porcarias" que se vê noutros onde
deixam tioda a gente dizer o que quer mas
de rosto tapado... não é verdade...

Bem haja e continuação de bom trabalho.
Os cães ladram e a caravana passa!!!

Um abraço
Xavier Martins


De Maria José a 9 de Fevereiro de 2010 às 20:14
Xavier - não faz ideia de como tenho mágoa por ter "o tal" blog parado.
A pessoa que comigo prometeu e deveria faze-lo está com graves problemas de visão e, creio bem "também" usa isso para se esquivar.
Há coisas que sendo de elementar justiça contar me deixam pouco à vontade para conta-las eu, porque elogio em boca própria, sempre me ensinaram que é vitupério...
Tenho hesitado tanto que receio já não ter tempo para fazer o que queria, até porque a Paulinha tem tido tanto contratempo com doenças de família, e tem neste momento a Avó tão mal de saude há tanto tempo que é raro estar comigo para organizarmos o que quer que seja!.
Assim corre o tempo que, como se sabe não espera por nós.
Dizia-me hoje uma médica amiga a quem chamo o meu anjo da guarda : - não doure a pilula...
Mas se dourada já é feia - como deixá-la ao natural?
Um abraço grande - sempre grata a maria josé Rijo


De Aristeu a 7 de Fevereiro de 2010 às 20:38
Muitos Parabens
por este terceiro aniversário.
Que bom. Que alegria.
Felicidades a tia e a sobrinha.
Beijinhos grandes

Aristeu


De Maria José a 9 de Fevereiro de 2010 às 20:39
Meu Querido - vi hoje a Tita - ou seja a dona da casa onde os seus puros e lindos olhos de criança me chamaram a atenção há dezenas de anos.
Ainda nos rimos porque eu comentei com ela : - quem vive pelo coração por ele se acaba! Já há muito que não nos viamos há e então resolvemos brincar porque deve ser a maneira mais séria de encarar o que é inevitável, o desgate do tempo.
Confortou-me saber que regressa a casa muito em breve.Ela vive com a filha que fazia anos nesse tal dia.
Histórias bonitas para contar que a gente guarda a vida inteira.
Já viu como é faladora a sua tia?
Vim para lhe agradecer os parabéns e comecei a enfiar umas conversas pelas outras.
Isto também é consequência de me recordar de muitas coisa ao mesmo tempo .
Espero que todos estejam bem e que o meu Amigo Luciano esteja mais optimista.
Um abraço para ele e beijinhos para todos da tia Zé


De Gustavo Frederich a 7 de Fevereiro de 2010 às 20:49
Minha querida tia
Acertou em cheio.
Estou em Veneza na casa de meu primo.
Que saudades da minha santa tia.
Mas por cá ando mascarado, em bailes e nestas
belissimas festas de rua e não só.
Não posso nunca faltar a estes carnavais.
Só vim agora deixar um beijinho de Parabens a
este terceiro aniversário do meu blog preferido.

Muitos beijinhos minha querida tia.
As suas melhoras e continuo a espera do tal
poema - dos seus belos poemas arrancados a
essa sua belissima alma.

Beijinhos cara mia

Gus


De Maria josé a 9 de Fevereiro de 2010 às 22:13
Não peças Arlequim que tire a máscara!
a quem quer que seja que contigo dance
Acredita na farsa
Ri, canta, dança
Finge o amor que sonhar soubeste
Finge a alegria que nunca viveste
Finge! Finge!-
Que o sonho sempre foi a tua estrada
e, ainda que te doa o que perdeste
o que tanto perseguiste e não achaste
não te envergonhes
- diz!
diz sem te esconderes no entrudo
diz - diz!
diz ,que és feliz
Vives - e a Vida é tudo.

Gus
Não me pergunte´o porquê deste comentário.
Mais ou menos é sempre para nós que escrevemos.
Beijinhos tia Zé


De Gustavo Frederich a 12 de Fevereiro de 2010 às 01:37
Bem parecido comigo.
Acho que esse poema é a minha cara.
Parece conhecer-me de sempre.
Uma cópia fiel, feita com bico de ouro.
Gostei imenso minha tia querida.
Muito grato por este belo poema.
Por aqui ando olhando e relembrando e
também a procurar o que se perdeu no tempo.
A minha tia que partiu.
Faz-me muita falta.

Beijinhos tia e desejos de que venha
rapidamente a primavera para poder ler aqui
que a tia foi fazer o tal passeio... para poder
olhar as Olaias em Flor.

Realmente é um passeio muito bonito e só uma
alma sensivel pode olhar para essa beleza e
sentir e escrever como a Senhora minha Tia.

Um grande grande beijinho
deste seu sobrinho

GUS


Comentar post

.Maria José Rijo

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Parabéns Avelino

. Parabéns Luciano

. CONVITE

. Cá Estou ... - 2

. CORAL PÚBLIA HORTÊNSIA DE...

. CRIANÇA - 1990

. Parabéns

. A afilhada da Tia Zé

. Páscoa - 2017

. Homenagem a Maria José Ri...

.arquivos

.tags

. todas as tags

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.links

.Contador desde- 7-2-2007

Nova Contagem-17-4-2009 - @@@@@@@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@ A Seguir-nos por aqui. Obrigado @@@@@@@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@

.Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

.ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@

.LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@