Quinta-feira, 10 de Junho de 2010

Parabéns

 

Querido Aristeu
Queridos todos

É dia de anos, mas é um dia tão especial, tão cheio de esperança e de tão gostosa e terna

 ansiedade que nada mais nos ocorre, à tia e, à prima, do que vir encher a vossa casa de flores,

com abraços e beijos de muito carinho e alegria para de todo o coração vivermos convosco a

festa da chegada do "futuro", que pedimos a Deus, vos encha a Vida de felicidade
Parabéns !Parabens para todos - E, se nos permitem a intromissão,também nos sentimos incluidas.
Aguardamos o favor das vosss notícias.
beijinhos - tia Zé e Paula.

.

   
estou: Aristeu

publicado por Maria José Rijo às 00:19
| comentar | Favorito
partilhar
13 comentários:
De Aristeu a 10 de Junho de 2010 às 00:32
... Tia...
Que maravilha. Muito obrigado por este postalinho
tão LINDO.
Vou sair agora com a Mag - vamos para a
Maternidade - amanhã sem falta damos noticias.
Já me estão a chamar.
beijinhos

Aristeu


De Flor do Cardo a 10 de Junho de 2010 às 00:42
Maria José
Parece que a hora chegou.
Sairam agora a correr - e isto fez-me lembrar a
minha correria quando o Aristeu nasceu
em Coimbra - sei o que ele vai passar... mas
depois é bom.

E a minha cara amiga como está?
Sei que chove por aí. Em Junho e a chover -
mas que fazer... o tempo está todo ao
contrario.
E a sua Kika? - Reguila e a crescer com a
curiosidade natural dos gatos.
São uns companheirões.

Ah o Gilinho vai manter-se na Australia. Ora
já viu este menino. Já devia estar por aqui.
mas então?

Amanhã logo lhe diremos das gemeas.
Um abraço

Luciano


De Xavier Martins a 10 de Junho de 2010 às 00:43
Um abraço de Parabens
para o Aristeu

Xavier MArtins


De ARISTEU a 10 de Junho de 2010 às 16:17
Daqui... o Pai mais ´FELIZ DO MUNDO
As duas princesas nasceram
Maria Jose e Feliciana Isabel (Isabel pela mãe da Mag
que é Isabel de Lurdes).

A maria Jose nasceu com 2Kg750g e a Feliciana
com quase 2Kg.
Não têm cabelo - são carequinhas. Umas belezuras
como dizem aqui as enfermeiras.
Estamos muito felizes.
Nasceram às 10 horas da manhã.

Muitos beijinhos
Tiazinha

Aristeu


De Maria José a 10 de Junho de 2010 às 16:28
Parabéns
Estamos muito Felizes.
Beijinhos á Meg e ao Avô Luciano, e como é lógico
ao Pai mais "babado" do mundo.
Parabens também ao Gilinho.
Tomara que as tragam cá para lhes pegarmos ao
colo.
Beijinhos - beijinhos - Beijinhos
Tia e prima


De Flor do Cardo a 12 de Junho de 2010 às 16:10
Minha boa amiga
As minhas netinhas são umas flores lindas.
Estou tão comovido, enternecido por estas duas
criuaturinhas lindas. Tanto me fez lembrar o meu filho.
E a minha amiga como está?
Espero que pelo menos contente com estas nossas
primaveras que vieram bem no Dia de Portugal e
claro coincidindo com o dia do aniversario do Pai.
É uma festa.
Só falta o nosso Gilinho que qndq l´q pqrq o outro lado.
é assim a vida.
U, grandeabraço

Luciano


De maria José a 13 de Junho de 2010 às 18:02
Meus muito queridos Sobrinhos e Amigos
É por demais evidente que comungo da vossa alegria, que culmina um tempo de especial esperança que também, embora distante, sempre, pelo afecto me situou perto de vós.
Hoje , já tranquila com as vossas notícias,sinto um gostinho especial em vir aqui deixar um abraço ternurento a dona Mãe Mague e suas duas Menininhas.
Imagino como se sentirá enternecida com tanta fragilidade. Meu Pai, costumava dizer: quando beijo uma criança, faço-o com toda a ternura pela sua fragilidade e com respeito pela pessoa que pode vir a ser. mas, continuando: ponho a par da Mague o "meu" Aristeu que conheci menino e a quem o tempo não desgastou nem a generosidade, nem a esperança e fé na Vida.Que Nossa Senhora, Mãe de todos nós vos abençoe o caminho, é a minha oração em cada dia.
Como não podia deixar de ser um abraço de solidariadade para esse Avõ - "rapaz do meu tempo"com quem me identifico ainda mais na alegria e na mágoa de as nossas idades não nos prometerem a possibilidade de as ver tirar seus cursos, casar e embalar os seus próprios flhos. mas, da Vida o que pode ser, e já são tantas as benesses...
O que vier já é por Amor de Deus.
Guardei para o fim o meu Gilinho. Bem quereria te-lo à minha beira porque a conversa seria longa.
Queria dizer-lhe que tenho uma única Irmã e que considero isso um presente do ceu.
Queria dizer-lhe que nada que o esteja a distrair valerá um sorriso que lhe seja oferecido por esses dois rostozinhos. Quereria dizer-lhe que não entendi que tivesse faltado ao abraço de alegria de seu pai, bem em cima da hora abençoada em que ele enriqueceu a sua vida com o bem maior que há - o Amor. Agora, o meu Gilinho tem quem corra , muito em breve para si , de bracinhos abertos a chamar-lhe - Mano - nome que só elas lhe podem chamar.
Tem quem dispute os seus carinhos, a sua mão para segurar aqueles dedinhos minúsculos e aprenderem a andar. Tem quem cresça alegrando-se com as suas alegrias e sentindo as suas mágoas. E,ainda, porque a distância entre as idades lho vai permitir, pode orgulhar-se de as ver crescer e caminhar na vida.
Já nem lhe peço que me venha visitar. Gosto demais de si para que não lhe segrede num abraço : - regresse Querido. Regresse depressa!- se a minha alegria não é perfeita porque o sei longe das Menininhas - avalio a tristeza que ensombra o coração de seu Pai e seu Avõ por não terem ainda vivido em conjunto a alegria que abençoou a vossa casa.
Meu muito querido Gilinho . - não falo de um Pai qualquer - falo do seu - nem de um Avõ qualquer, mas sim do seu.
Perdoe que lhe fale assim, mas, ser tia ou avó, nesta idade é igual e nada dá mais direitos do que o amor
Não me vai ralhar por eu gostar tanto de vós, pois não?
beijinhos - tia Zé


De GUS a 14 de Junho de 2010 às 00:33
Um abraço DUPLO para o Aristeu e sua familia.
É sempre uma bênção um filho 2 um prodigio.
Muita saude e Felicidades para todos.
--


--

Minha querida tia
Desculpe não ter aparecido mas estive na Russia
para observar uma exposição.
Voltei hoje cedo porque tinha um presente que
receber.
Pois bem era um belissimo cavalo branco de
crinas longas - um belissimo cavalo Arabe.
Poderoso, de uma beleza transcendente.
Se os outros chamei de Aldebaran e Antares
Desta vez também será o nome de uma estrela
e será RIGEL - a estrela mais brilhante de Orion,
a 7ª mais brilhante do céu e 70 vezes maior que
o Sol.
É de uma cor branca e azulada.
Devo acrescentar se ainda tiver que ter outro
será chamado de ALTAIR.
E assim terei :
Aldebaran - Antares - Altair e Rigel.
Devo confessar-lhe que quereria ter novamente
4 - juntar todas estas estrelas.
Quem sabe.
Por agora é Riguel .
Espero que tenha gostado do nome.
De resto por cá ando nesta "coisa" de viver,
trabalhar e olhar o céu entre sorrisos e lagrimas.
É a vida.
E a minha Tia como se sente?
E a kika ? a crecer e linda. Com esses olhos
azuis de fazer inveja.
Que esteja bem, de saude e feliz - é o que desejo.
Deste seu sobrinho


GUS


De DOLORES a 14 de Junho de 2010 às 01:13
MInha queridissima tia
Desculpe a nossa ausencia mas a Magé tem
estado tão mal tão mal que pensavamos
que sucumbisse devido ao presente que
recebeu à nascença.
Mas agora já está melhor Graças a Deus
foi um medico francês que nos ajudou e a
salvou.
Agora faz um tratamento especial e vai ficar boa
garante-me o drº.

E a minha tia tão querida. Como tem passado?
tem uma gatinha preciosa.
Adorei o nome - Kika.

Muitos beijinhos minha tia
até amanhã.
Dolores


De Maria Augusta Torres a 14 de Junho de 2010 às 01:31
Minha Boa amiga
Que delicia regressar ao seu blog - sem ele não
chegaria a conhece-la.
Bem haja por ele e esta alegria que me dá e o
prazer de o poder ler e deliciar-me
como agora.
Oh mas que criaturinha linda a sua.
A Kika é muito linda, que belos olhos.

Em criança tive gatos e sempre me acompanharam
pela vida fora como agora - dorme ali num sofá
que mandei fazer para o sultão. O meu gato -
já velho como eu - um bosques - o ultimo que o
meu filho me ofereceu.
tdeita-se numa almofada de veludo vermelho
com borlas que ainda hoje, ele brinca - isto
quando está bem disposto.
Se eu estou triste ou doente não me deixa nem
um pouco sozinha. senta-se a meu lado e é
muito carinhosa.
Sabe, não saberia viver sem eles apesar de
saber - que ter um animal é ter futuramente
um desgosto quando nos deixam.
Mas enfim... é a vida.

E a minha amiga está boinha?
(como me diz uma amiga quando me telefona).
Espero e desejo que sim.
Sabe que tenho sentido falta das suas poesias.
Acho-as tão bonitas onde até me espelho
tantas vezes.
Rabisque ai pelos seus papeis e talvez encontre
algum para nos oferecer.
Desculpe estar a pedir mas... se tiver algum
escondido, fico-lhe grata.
Bom minha amiga vou ter de desligar o
portatil.
Acredita que o meu sobrinho Fred me abriu
uma quinta no feceboock e estou tão viciada
que estou sempre por aqui.
Com os meus 94 anos que mais quero eu...
o meu filho fica de boca aberta quando nos vê
os 2 a jogar e a trocar presentes. Mas ele faz a
maior parte do trabalho.
Mas é muito engraçado.
Vou agora deitar-me que já me estão a ralhar.

Um grade beijinhos desta sua muito amiga

Maria augusta Torees

Ps- Desculpe não ter vindo regularmente mas estive
varias semanas na Suiça.
Um beijinho
Maria Augusta


De Aristeu a 14 de Junho de 2010 às 01:35
Minha querida tia
Já estava a descançar quando recebi um
telefonema do Gilinho a pedir-me para ler o seu
comentaria que ele já tinha lido.
Quero agradecer-lhe muito as suas palavras e dizer
que o Gilinho resolveu que brevemente está de
volta. Pouco falta para chegar.
Gratissimo pelas suas palavras.

As meninas estão lindas kindas.
A Meg envia-lhe beijinhos também.

Um grade abraço bem apertado
com carinho

Aristeu




De Giane a 14 de Junho de 2010 às 02:00
A chegada de uma nova vida deve ser sempre muito bem festejada!

Parabéns á todos!

Beijos mil!!!


Comentar post

.Maria José Rijo


. ver perfil

. seguir perfil

. 55 seguidores

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Apresentação do Livro de ...

. O Natal e os Poetas - 201...

. São Mateus 2017

. Participação - Programas ...

. Programa de São Mateus 20...

. Carta aos meus queridos A...

. Aniversário do Linhas - 2...

. Viagem a Fátima

. Reportagem do Jornal Linh...

. Parabéns Avelino

.arquivos

.tags

. todas as tags

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.links

.Contador desde- 7-2-2007

Nova Contagem-17-4-2009 - @@@@@@@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@ A Seguir-nos por aqui. Obrigado @@@@@@@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@

.Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

.ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@

.LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@