Terça-feira, 7 de Fevereiro de 2012

V - Aniversario do Blog

.

 

.

PAGINA DE DIÁRIO  VI

..

Este blog, que a minha querida Paulinha criou, completa hoje cinco anos.

Ora acontece que logo ao fazer-lhe a minha primeira visita, vi, com surpresa e agrado que, por acaso, isso acontecera na data, sempre presente da partida para outra dimensão de um poeta cuja obra conheci através de dois grandes amigos, seus e meus, também escritores de nome - Matilde Rosa Araújo( com o seu Palhacinho Verde entre as cem obras portuguesas do séculoXX) e, João Falcato autor de Fogo no Mar – reportagem da tragédia que viveu a bordo do paquete Melo - que serviu de tema à tese de doutoramento de Matilde e, que, espero, ainda venha a ser reconhecido como importante contributo  na literatura neo-realista

Mas…cada opinião vale o que vale e a minha é apenas motivo desta conversa.

Ora, pretendia eu explicar que, dadas estas circunstâncias, me pareceu justo e oportuno celebrar a efeméride homenageando, o que nunca por demais será feito, a memória de: Sebastião da Gama.

Já agora, a talho de foice, conto que a última carta que recebi de Joana Luísa, sua viúva, traz no canto esquerdo do envelope, no remetente a seguir ao seu nome um parêntese que diz: - “com saudades do Alentejo” e, só depois a direcção, que já não é: Largo do Espírito Santo 2,2º

(Da nossa casa o Alentejo é verde

É atirar os olhos: são searas,

São olivais, são hortas…)

Foi de Estremoz, onde escreveu:” Encarcerar a Asa “-

(“E vá de não perceber que o fato preto do grilo já é outro, já não é o seu fato de trazer: o grilo agora está de preto, porque está de luto. De luto por si mesmo” - que Sebastião saiu para não voltar.

Este texto tem a data de 25/1/52 – a outra é 7/2/52

 

Um abraço grato - Maria José

 

 

 

 

.

estou: Parabens ao Blog

publicado por Maria José Rijo às 00:05
| comentar | Favorito
partilhar
30 comentários:
De Xavier Martins a 7 de Fevereiro de 2012 às 00:14
Estive até à meia noite aguardando que talvez...
como eu esperava - aparecesse algo para assinalar
a data.
E EIS cá está e bem bonito - para marcar 5 anos
de um blog maravilhoso.
Parabens D. Maria José .
Felicidades e boa continuação para esta maravilha
onde podemos ler e reler e onde está
imortalizados os seus escritos (artigos- poemas , etc etc...) porque tem um magnifico espolio literario.
Os meus Parabens e estou-lhe muito
GRATO por ter criado este belo cantinho.
Felicidades e Feliz dia de aniversário

Xavier Martins


De Maria José a 28 de Fevereiro de 2012 às 18:14
Xavier Martins - meu bom Amigo
Sabe que achei que era meu dever rezar todos os dias, também, pelos meus companheiros de jornada no blogue?
Realmente , sem as vossas presenças, para que serviria a Paulinha ter decidido esta "empreitada?
Temos que confessar que sem leitores assíduos seria inútil esta trabalheira.
No entanto penso que com o seu bom gosto e a sua indiscutível arte para a fotografia,a Paulinha consegue tornar a escrita menos cansativa porque faz uma segunda narrativa atravez da imagem.
Assim que também em nome dela agradeço o apoio e o estímulo que das vossas presenças recebemos.
Obrigada sempre, e também por se lembrarem deste programa que já tem mais de vinte anos.
Naquela época meu Marido ainda vivia e, isso, dava-me alento para essas ousadias.
Tudo faz parte do nosso caminho, o bom e o mau.
Quando aparece?
Um abraço grato Maria José


De eva a 7 de Fevereiro de 2012 às 12:43
Muitos parabéns! Pelo blog, pela sua (vossa) disponibilidade e pela maneira como decidiu comemorar este aniversário. Sebastião da Gama definiu o nosso percurso nesta dimensão, como bem lhe chama, de modo exemplar: «Cá estou eu,/ a julgar que vou remando.../ Cá vai Deus a remar/ E eu a ser um remo com que Deus/ Rasga caminhos pelo Mar...» Também a Maria José ajuda a que tenhamos esta consciência com os seus escritos.


De maria José a 28 de Fevereiro de 2012 às 17:56
Querida Eva
Hoje, não vou "a sua casa" agradecer.
Sabe? Já estou tão envergonhada por parecer indiferente à bondade e carinho que me dispensam- tardando, como tardo a agradecer - que decidi vir falar a todos a um tempo porque , cada qual , sendo diferente é logicamente um amigo único que guardo comigo. Com mais tempo - Eva - irei "a essa sua casa"para lhe levar um abraço especial e, andar por lá na sua enriquecedora companhia que tanto preso
Um abraço - maria josé


De Dolores a 7 de Fevereiro de 2012 às 18:13
Parabens a vc... nanana nana...
Parabens tia querida
Parabens por estes 5 anos de blog - ou seja também
5 anos da nossa amizade.
Foi atraves deste bello blog que nos conhecemos
TODOS - os que estão e os que já partiram...

Até parece que foi ontem quando descobrimos
eu e a minha filha - este lindo lugar - este jardim
da palavra.

Parabens tia e que possamos todos cumprir
muitos mais anos na companhia uns dos outros.
Estamos muito contentes.

Muitos beijinhos tia
DOLORES
Avelino e Magé


De Maria José a 28 de Fevereiro de 2012 às 17:44
Meu querido"trio"
Aqui estou, agora sempre tarde...mas presente.
Venho agradecer a canção e a intensão de me fazerem escutar as vossas vozes.
Que maravilha seria se alguma vez fosse de verdade.
Pareceram-me pelo "tom" bem dispostos e felizes o que me deixa sempre feliz.
E, orquideas novas, há?
Não acredito que os vossos corações deixem de dar flor...
beijinhos com a saudade e ternura de sempre
Tia Zé


De GISA a 7 de Fevereiro de 2012 às 18:17
ACERTEI !!
A miha memoria ainda funciona - eu bem sabia que
era no aniversario do Sebastião da Gama.
F E L I C I D A D E S
E
L
I
C
I
D
A
D
E

Que este BLOG -e a Tia tenha muitos anos de vida
para continuar a mostrar-nos a sua LINDA forma
de escrever e expressar a vida.
Adoro a forma como a Tia sente e fala da vida.
Muitos beijinhos e boa continuação.
ADORO O SEU BLOG e adoro-a a si.
da sua sobrinha

GISA


De Maria José a 27 de Fevereiro de 2012 às 18:34
Querida Gisa
Desde aquela sua aparição no blogue, quando ainda estava no Porto - quanta água já passou por debaixo das pontes!
Quanta vida já vivida! - Quantos acontecimentos bons e menos bons!
Que bom que esta amizade tenha permanecido viva e, hoje, eu tenha a alegria de a ter neste grupinho de Amigos que festeja o quinto aniversário do nosso blogue.
Beijinhos Tia Zé


De KIKO a 7 de Fevereiro de 2012 às 18:21
Tia o KIKO chegou
para deixar um beijinho GRANDE de PARABENS
pelo aniversario do seu blog.
Também faz uma festinha?
Se eu vivesse mais próximo ia ter consigo
para comer uma talhadinha do seu bolo de
aniversario.

Beijinhos e que tenha ... Muitos anos de vida !!
Parabens

K I K O
I
K
O


De Maria José a 27 de Fevereiro de 2012 às 18:22
Kiko! - que coisa mais linda que é ter um sobrinho tão novo e tão querido e bem educado que até tem a gentileza de dar parabens a uma velha tia!
Ainda eu às vezes me queixo da vida!
Qual, quê! - quem tem a sorte de ter Amigos, não tem de que se queixar.
Desejo-lhe todo o bem do mundo. E, se algum dia quiser uma fatia de bolo- é só prevenir, que, com muito gosto lho farei.
Beijinhos tia Zé


De GUS a 7 de Fevereiro de 2012 às 20:19
Minha querida TIA Zé
Os meus Parabens por mais um aniversário.
V aniversário é já um número especial porque são
cinco anos que eu ando por estees seus caminhos,
que ando olhando, lendo e relendo estes caminhos
feitos de palavras - estes caminhos sombras da sua
alma.
Caminhos que faço com prazer - parando aqui -
sentando-me ali junto daquela pergola - onde a tia
me lê cada poema - cada carta - cada pagina de
diário.
Cinco anos que se tornaram num delicioso gesto
diário como o de abrir um livro - e ficar a "ouvir"
a sua voz - como que falando comigo - ou quem
percorrre - como eu percorri em cada dia -
seguindo-a no seu trajecto de vida.
É verdade que nem sempre comento ... mas...
é um caminho que faz parte dos meus caminhos
diários...
Os numeros do contador que está neste blog - se
pudessem decerto diriam - O Gus passou hoje e
ficou por aqui - entre a sala e o Jardim - duarnte
horas e acariciou a Kika no seu colo - enquanto
lia e relia e sorria...
É verdade tia - o prazer do inicio´- de ler os seus
escritos (como por aqui se referem outros) -
continua igual e ira continuar porque
sinceramente Ler a Senhora minha Tia é um
prazer.

Obrigado por este blog.
Obrigado por estar a partilhar a sua obra
literária.
Obrigado por ser a minha Tia Zé.
Deste seu sobrinho que a adora

GUS


De Maria José a 27 de Fevereiro de 2012 às 18:13
Querido Gus
Vão , na verdade, cinco anos de "namoro" à distância através de palavras que se carregam de sentimentos para que contem de nós o que quereriamos saber contar.
Toda a escrita se me afigura, muitas vezes, como uma tentativa de conquista, de companheirismo de alma que conforte esta terrível solidão de ser.
Muitas vezes penso, e, algumas , já lho terei dito que
sinto na forma como o Gus escreve a mesma procura, a mesma sede de ideal, a mesma fé na Vida.
Deve ser isso que de certo modo nos irmana e lhe dá paciência para ir lendo a papelada que fui acumulando, que a nossa Paulinha vai soltando aos sete ventos e a ternura que me comove de estar presente com a sua opinião amiga para me ajudar no caminho
Um abraço grande e grato - Tia Zé



De ARISTEU a 7 de Fevereiro de 2012 às 22:05
Minha querida Tia
Hoje em dia de aniversário desta nossa casa,
não poderiam faltar o meu beijinho de Parabens.
Estou muito contente de já serem 5 anos de blog -
pois é uma forma bem positiva de o seu trabalho
poder correr mundo e poder ser apreciado em
muitos outros paises - como se costuma dizer -
Santos de casa não fazem milagres...
Os meus Parabens e esperp poder felicitá-la
por muitos mais anos para que a sua obra completa
possa estar toda on-line.


E a Tia como está? Como se sente com este
tempo estranho que parece terem terminado
as estações tal qual nós as conhecemos.
Por aqui vamos andando na Graças de Deus.
A vida vai correndo como deve de ter sido
programada...

Mil beijinhos
do seu sobrinho e admirador
ARISTEU


De Maria josé a 27 de Fevereiro de 2012 às 17:55
Meu querido Aristeu
Que bom, que ,embora com um oceano pelo meio tenha surgido esta janela por onde às vezes nos vamos dizendo : olá!
Conforta-me o coração saber de vós, quebra a monotonia do deslisar dos dias e vai dando sentido à vida. Chega a parecer incrível que estas pequenas (grandes) coisas tenham tanta importância. Na verdade, sem afectos penso que não se pode viver. Nem que sejam apenas recordações, sonhos, anseios imaginnados, uma existência só vale se tiver reflexo noutros corações.
Pensar que se pode alegrar ou entristecer alguém, obriga-nos a pensar no rumo a dar aos nossos passos.
Obrigada por cruzarem o meu caminho. Obrigada1
É consolador acreditar que aqueles que amamos também nos queem bem.
Abraços para todos e, abracinhos queridos para as menininhas
Saudades - tia Zé


De Estrela Mira a 7 de Fevereiro de 2012 às 22:09
Sou sua leitora de todos os dias...
embora HOJE neste dia tão especial de
aniversário venha comentar para lhe desejar
os meus Parabens e desejar também que continue
com este blog que tanto me fascina.
Um beijinho muito grande desta que tanto a
admira

Estrela Mira


De Maria José a 25 de Fevereiro de 2012 às 18:57
Estrela Mira
Que lindo ter uma "Estrela" no meu caminho!
Obrigada pela sua presença e pelo seu apreço.
Não posso dizer que sinta que o mereço! - mas creia que me aquece o coração saber que enquanto gozo da sua companhia de algum modo também a entretenho um bocadinho
Um abraço grande e grato da Maria José Rijo


De Flor do Cardo a 7 de Fevereiro de 2012 às 22:21
Minha cara amiga Maria José
Agora já faz um bom tempinho que não
aparecia aqui para falarmos um bocadinho...
mas como sabe os anos começam a pesar..
os dedos já não são o que eram - sabe estou a
ficar algo velhote - mas contra a minha vontade.
É verdade que tenho vindo ler sempre que a
nossa paulinha posta algo de novo mas acredita
que por vezes nem me lembro o que se faz para
poder comentar...
é grave - como diz o meu amiga Braulio- um
amig de Vila viçosa que está cá faz uma semana...
mas eu não lhe ligo muito - sabe é fotografo e
faz pandam com o Gilinho que agora tem um
estudio de fotografia e empregados para trabalharem
na fazenda.
No outro dia o Braulio - quase tão velho quanto eu -
foi com ele para o pantanal fotografar passaros
sabe que caiu no rio e quase ia morrendo - estragou
a belissima maquina que trazia e claro - agora o
Gilinho ofereceu-lhe uma bem melhor e mais cara...
coisas do Gilinho sabe como ele é...
mas pronto - agora vão fazer uma exposição juntos.
Nesta casa os flaches não param... eu ainda lhes digo
que me hão-de cegar com tantas luzes ... um
horror mas cá me vou rindo com isto tudo.
O Barulio é casado com a janita que tem 80 anos e
tdas as noites fazem bailes de salão... está a ver...
lhe nem ligamos a tv - isto é só rir...
Eu vejo - as minhas pernas já não dão para 2 tangos
seguidos. Já lá vai o tempo.
Bom... está a ficar largo este comentario mas levaria
aqui toda a noite para se rir também.
A vida é uma comedia... para alguns...

Um grande abraço e continuações de Felicidades
e muita vontade para escrtever e escrever para
este blog continuar a ser 100% EXCELENTE.

Com muita amizade e admiração
LUCIANO


De Maria José a 25 de Fevereiro de 2012 às 18:50
Meu querido Amigo
Quando leio os relatos das peripécias dos seus amigos, muitas vezes, para alem de me divertir fico com pena de não poder estar aí. acho que essa animação, essa descontracção, ajudam a viver.
Dançar!? - há quantos anos nem me lembro de tal...
Lendo-o penso que muitas vezes,a gente entristece sem razão. Apenas porque se acomoda e desiste da alegria.
Mas, o meio tem muita influência!
Lembra-se como era diferente consigo antes de ir para o Brasil?
Que bom deve ser, depois dos oitenta ainda ter alegria e folego para tal!
De tudo, o que mais me deslumbra e faz sonhar foi esse passeio ao Pantanal
Sou uma apaixonada pela natureza . A Paulinha adora tirar fotografias,- haja em vista as que ela põe neste blogue - pois já me ofereci para a acompanhar nas horas de espera aos passarinhos que ela quer fotografar. Só que nós por aqui, como sabe e conhece
nem temos essa variedade , nem esse espaço de aventura. Quando estive no Brasil comprei, como faço sempre que visito algum país ou alguma região diferente um livro sobre a fauna e outro sobre a flora.
Encanta-me saber o nome das plantas e dos pássaros.
manias!
Obrigada pela sua sempre apreciada visita .
Um abraço e o desejo veemente de boa saude para si e para todos
Maria Jose


De Augusta Silva Torres a 7 de Fevereiro de 2012 às 23:18
Minha querida Amiga
Não a acompanho desde o inicio - com muita pena -
mas devo dizer que tenho o seu blog todo lido
desde o inicio atá ao dia de hoje e mais - tenho-o
todo em papel - que se recorda foi o meu saudoso
netinho que o copiou para o papel e o encadernou
em lindos exemplares forrados a pele.
Cada livro - num livro.
É uma obra formidável que me orgulho de ter e poder
deixar ao meu filho.
Devo confessar-lhe que depois do netinho ter
partido é o meu filho que copia tudo o que é publicado
por si aqui e neste mês de Janeiro no meu
aniversário - 98 -com muita alegria - no dia 25 de
janeiro - ele me ofereceu um novo volume com
todos os artigos e poemas - em ordem de datas
desde o dia em que o filho o deixou.
Fiquei tão coovida que nem lhe contei - mas hoje
neste dia de alegria vim parabeniza-la e contar do
meu extraordinário presente.
Espwero que também fique contente .

Minha amiga acabei de cuidar da minha quinta no
facebook - vim ve-la aqui e agora vou ver um
bocadinho da minha novela e depois vou dormir.
Um rande beijinho de Paraben e cuide-se - sabe o
que me mantem de pé (além dos cuidados com a
saude está claro) - é o amor e carinho que recebo.
Deixe-se mimar - é o grande segredo.
Beijinhos amiga
Augusta Silva Torres


De maria José a 25 de Fevereiro de 2012 às 18:18
Minha querida Amiga
Não avalia quanto me encanta conviver consigo, nem quanto me encanta a sua escrita, as coisas que conta e a forma como o faz! O seu interesse pala net, então deixa-me perplexa. Sabe que o computador, para mim, funciona apenas como uma máquina de escrever?
Não consigo perder o "medo"cada vez que me surge um letreiro qualquer .Isto é atavismo, certamente, de algum antepassado da era da pedra lascada!
A Paulinha, já tentou pedir-lhe amizade nessa coisa das quintas, com que ela também muito se distrai, mas não conseguiu , acho eu.
Obrigada pelas suas visitas. Também sinto que vive rodeada de muito amor, e, não sonha como isso me encanta e enternece. Que Deus vos proteja.
Muitas vezes,aquidas minhas janelas fico a olhar longe, longe e a tentar arrumar dentro de mim tantas ausências que foram deixando a minha vida vazia - por fora - porque no coração todos estão presentes.
Este blogue que a Paula "inventou"trouxe-me o conforto de algumas amizades- como a sua- que muito me acompanham.
Que o amor adoce sempre os seus dias e seja longa a sua vida.
Um beijo grande e grato da Maria josé Rijo


Comentar post

.Maria José Rijo


. ver perfil

. seguir perfil

. 53 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
21
22
23

24
27
28
29
30


.posts recentes

. São Mateus 2017

. Participação - Programas ...

. Programa de São Mateus 20...

. Carta aos meus queridos A...

. Aniversário do Linhas - 2...

. Viagem a Fátima

. Reportagem do Jornal Linh...

. Parabéns Avelino

. Parabéns Luciano

. CONVITE

.arquivos

.tags

. todas as tags

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.links

.Contador desde- 7-2-2007

Nova Contagem-17-4-2009 - @@@@@@@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@ A Seguir-nos por aqui. Obrigado @@@@@@@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@

.Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

.ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@

.LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@