Sexta-feira, 6 de Abril de 2012

Poema - Quis por Deus

.

Quis por Deus
ser-me devida
a resposta que pedi
Quis por Deus
ter entendido
tudo que nunca entendi
Quis!
Quis por Deus
que em nome de Deus pedi
e, se nunca faltei a Deus
porque me falta Ele a mim?
Antes eu nascera rosa,
Flor de lilás, jasmim
Fora até erva rasteira
que se pisa e ninguém vê!
Fora Vida sem saber
p´ra não perguntar porquê
{#emotions_dlg.redflower}
Desejo a todos uma santa e feliz Páscoa e, à falta de amêndoas,

 reparto convosco as minhas dúvidas
{#emotions_dlg.orangeflower}
um abraço grande e grato

Maria José Rijo

6 de Abril de 2012


publicado por Maria José Rijo às 00:04
| comentar | Favorito
partilhar
31 comentários:
De GUS a 6 de Abril de 2012 às 12:48
Confesso que não esperava - neste dia tão especial -
Um poema desta beleza e grandeza interior.
Aqui está mais uma mostra da Grande e poderosa
Poetisa que a minha querida Tia tem dentro da sua
bella alma.
Agradeço (especialmente) este poema belissimo e
quão profunda a sua alma pode mostrar a fé - essa
fé que está bem dentro de si - embora - por vezes
não lhe pareça que seja assim.
Mas é e está!!
Que posso mais dizer que até me emocionam as
suas palavras...
Quero também confessar que estou em Fátima
lugar que sei - pensei encontra-la - Hoje neste
dia de aniversário (regresso a casa no domingo).
Gosto de estar na capelinha - aí certamente a
encontraria - neste lugar de paz - independentemente das muitas pessoas que lá
se encontrem - de alma recolhida está com
Maria Santissima.
Quem sabe a possa ainda encontrar...

Que tenha pois um dia muito Feliz e que no seu
coração se sinta muito amada.
Beijinhos especiais deste seu especial sobrinho
Com muito carinho
GUS


De Maria José a 7 de Abril de 2012 às 00:59

Gus
Se vier à Manta Rota...
desta vez vim ver o Mar...

Tia Zé


De GUS a 7 de Abril de 2012 às 19:49
TAmbém gosto de contemoplar o Mar
é um bom descanso para a vista...
Desde criança que tenho uma paixão pelo mar...
Muitas vezes penso que o mar poderia ser um
mundo a escolher - tudo nele me alimenta - me
encanta talvez pudesse eu dilui-me naquela cor
vibrante de vida...
Também foi uma belissima escolha - eu vim a
Fátima procurar aquela Paz - que também a tia
por lá encontra - que eu sei!
Beijinhos Tia querida
Fique feliz na sua contemplação do mar...

GUS


De GUS a 11 de Abril de 2012 às 21:01
Prima Paula
Gostaria de lhe pedir um favor - de primo - que
oferecesse por mim 2 rosas - 2 lindas rosas - para
a nossa Tia Zé - para a homenagear por este bello
poema e pelo aniversário.
Faça-me esse favorzinho. Pleaseee... está bem ;D
Com amizade
Gus


De Xavier Martins a 6 de Abril de 2012 às 12:54
Ah...Feliz Aniversário...
Percebi pelo comentario do seu sobrinho Gus.
Também gostei imensoooo do seu poema.
É profundamente bonito e como eu a entendo.
Um grande abraço no dia de Hoje.
que se sinta muito Feliz junto dos seus e que tenha
também uma páscoa muito boa e em boa
companhia.

Com muita amizade e admiração

Xavier Martins


De GILINHO a 6 de Abril de 2012 às 12:57
Querida Tia
Mandei fazer um bolo enorme e nele mandei
colocar uma foto sua - estamos pois todos
reunidos na fazenda - a comemorar o seu
aniversário - que sabemos ser hoje - embora
aqui não o diga.
Matamos um borrego e um carneiro e estamos
a festejar Também a Páscoa à nossa moda - a
de Elvas - claro!

Muitos beijinhos de todos nós para todos vós
Adoro-a Tiazinha

GILINHO


De Flor do Cardo a 6 de Abril de 2012 às 14:11
Cara Maria José
Como sendo da nossa familia - Não passaria em
brancas nuvens este dia do seu aniversário - é
escusado dizer que todos cá em casa sabias deste
dia de Alegria.
Como o Gilinho já contou - estamos em festa -
pelo seu aniversário e pela Pascoa - temos cá
alguns amigos e um novo casal de Vila Viçosa - os
Camargo e Soares que vieram ficar um tempinho -
será escusado dizer que são rapazes e raparigas
para os meus numeros - se me entende - tudo
jovens - mas cheios de energia e genica - mais
que eu - estamos muitos contentes ... as meninas
Lucrecia e Mafalda as mulheres de Lucas e João
- os novos amigos - andam a dançar no meio
da nossa terraça - todos adoraram o bolo com
a foto que o Gilinho lá colocou - como ele bem
contou.

Espero que o seu dia esteja a ser MUITO FELIZ
Tal como merece .
Este seu poema está magnifico - as palavras do
seu sobrinho GUS são genuinas de de alguem
que sabe do que fala. Sobescrevo-as para mim.

F E L I C I D A D E S
Pascoa Feliz

Com amizade

Luciano


De ARISTEU a 6 de Abril de 2012 às 16:58
Minha tão querida Tia
Desculpe a minha grande ausencia mas a vida não
tem sido tão facil como parece - pelos comentarios
do Senhor meu Pai ou do Gilinho ...
Mas hoje neste dia Tão especial e querido quero
que receba um beijinho muito grande e fechado
num abraço - como uma vez eu vi dar a tia a uma
outra criança - não esqueci que eu nunca recebi -
de si um abracinho desses...
Mas hoje tantos anos depois sinto que sou eu que
lhe dou agora - neste instante - um beijinho de
Parabens e com um abraço como o tal de então...
Coisas de criança dirá mas é de coração que
aqui fica esse tão especial abraço e beijinho.

Deste seu sobrinho

GUS


Ah e o Poema é uma maravilha - se minha mãe
estivesse viva já faria parte do seu repertório.
Parabens
Feliz dia
e Pascoa cheia de muito carinho e amor.
Beijinho doce

Aristeu


De DOLORES a 6 de Abril de 2012 às 17:04
Nossa tão querida Tia
Como todos aqui eu também não me esqueci do dia
6 de Abril - este dia tão importante (para mim) o
dia do seu aniversário - se a minha menina
estivesse aqui ...
Bom... queridinha espero que tenha um dia muito
feliz e que esteja junto das pessoas que mais ama
na sua vida.
É bom e justo que em dia de nosso aniversário
estejamos junto de quem gostamos.
A sua Kika hoje deve de estar muito contente - em
dias de anos sempre sobre uma goloseima especial
para as nossas mascotas.

Adorei a sua fotografia e delirei com o poema.
Ambos estão um para o outro a imagem
embeleza as suas palavras - palavras intimas
cheias de valor - dor e amor.
Adoramos.
Felicidades
e Boa pAscoa

Da sua familia em Paris
DOLORES
Magé
Avelino


De K I K O a 6 de Abril de 2012 às 17:06
PARABENS
Foi a minha mãe que me disse do seu aniversário
é que ela agora é leitora assidua do seu blog.
Adora o programa de poesia...
(acho que também virá comentar - mas é segredo
ela não pode saber que eu disse - ehh ehhh)

Quero um pedaço de bolo - uma boa fatia porque
sou muito goloso.

Muitos beijinhos e Feliz Páscoa

KIKO
I
K
O


De Augusta Silva Torres a 6 de Abril de 2012 às 23:27
Minha tão querida Amiga
Muitas Felicidades - que alegria mais um ano.
É bom fazermos anos - é sinal de que estamos~
vivas Graças a Deus Nosso senhor Jesus Cristo -
porém - olhando pelo outro lado vamos observando
como a linha dos que estão perto de nós vai
diminuindo e chegamos a pensar que estamos
apenas nós da nossa geração - das nossas amizades
da nossa familia direta mas se olharmos bem
- repare como outros vão ocupando algumas
posições - bem sei - mais novos - mais distantes
por vezes... mas estão a nosso lado - alguns um
pouco mais longe Mas se acenarmos logo vêm
ter conosco.
Mas é assim o caminho da vida - uns vão - com a
nossa muita dor e saudade - e outros vêm e são
esses que nos dão as alegrias do que dizemos
HOJE.

Mas... não vim para filosofar sobre o que todas nós
que andamos dos 80 para a frente bem conhecemos.
Hoje vim para deixar um GRANDE muito grande
beijinho neste querido dia 6 de Abril - dia Santo.
Espero que receba muitas bençãos e muitos
carinhos dos que a adoram - e pelo que vejo ...
devem ser muitos.
Fico Feliz.

Reconheci na fotografia o Altar-Mor da Igreja do
Senhor Jesus da Piedade - presumo ser a sua
cabeça - em momento de oração.
Devo dizer-lhe que o poema é uma maravilha
que a fotografia acompanha na perfeição.

Os meus Parabens querida amiga
e fique sabendo que a admiro muito, muito mesmo.
Com a ternura desta sua velha amiga
Augusta Silva Torres


De Julia Malaquias a 7 de Abril de 2012 às 00:57
Minha querida Senhora
Sou umaa leitora dos Açores - que aqui venho todos os dias.
Hoje deixo aqui um beijinhos Muito especial
e muito grande para si.
Adoro ler o seu blog.
É um prazer ler o seu blog.

Obrigado por nos mostrar aqui tanta beleza
de alma e coralção.

Juleita Malaquias


De Luciana Maciel a 8 de Abril de 2012 às 01:20
Olá eu sou a irmã dokiko
e como também sou leitora assidua do
seu blog (desde Londres) onde vivo.
Hoje em dia do seu aniversário deixo-lhe aqui um
Grande beijinhos de Parabens e Parabens
Por TUDO o que está nesta maravilha de blog.
Todos os que por aqui passam deveriam deixar
um testemunho.
Parabens

Luciana Maciel


Ah e Feliz domingo de Pascoa


Comentar post

.Maria José Rijo

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Parabéns Luciano

. CONVITE

. Cá Estou ... - 2

. CORAL PÚBLIA HORTÊNSIA DE...

. CRIANÇA - 1990

. Parabéns

. A afilhada da Tia Zé

. Páscoa - 2017

. Homenagem a Maria José Ri...

. Cá Estou ... - 1

.arquivos

.tags

. todas as tags

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.links

.Contador desde- 7-2-2007

Nova Contagem-17-4-2009 - @@@@@@@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@ A Seguir-nos por aqui. Obrigado @@@@@@@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@

.Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

.ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@

.LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@