Sexta-feira, 27 de Novembro de 2015

As lembranças do Forte da Graça

MARIA JOSÉ RIJO 

conta as suas lembranças, as Memórias  do Forte da Graça

http://fortegraca.aiaradc.org/estorias-do-forte/

1-JoseRijoPhotografy.jpg

  (( 1933 - 2015 =  82 anos ))

2-Joserijophotografy.jpg 

3-JoserijoPhotografy.jpg

4-JoseRijoPhotografy.jpg

5-JoseRijoPhotografy.jpg

6-JoseRijoPhotografy.jpg

7-JoseRijoPhotografy.jpg

8-JoseRijoPhotografy.jpg

9-JoseRijoPhotografy.jpg

10-JoseRijoPhotografy.jpg

11-joseRijoPhotografy.jpg

12-JoseRijoPhotografy.jpg

13-JoseRijoPhotografy.jpg

 

 

estou: Jose Almeida Rijo
música: Forte da Graça- 1934-2015

publicado por Maria José Rijo às 21:59
| comentar | Favorito
partilhar
6 comentários:
De Flor do Cardo a 28 de Novembro de 2015 às 19:01
Opahh mas que surpresa mais Boa .
estou mesmo contente - Feliz - deliciado.
Já não ouvia a sua voz - eu já nem sei quantos anos vão
disso.
Muitos Parabéns por nos contar as suas recordações - as
suas memórias tão vivas e cheias de saudades.
Eu também tenho algumas - tinha um amigo no Forte e
algumas vezes fui jantar a casa dele, era o Francisco Alface
que então vivia por lá com a família. O Pai era o conhecido
Sargento Alface. Belos tempos esses em que a vida -
embora difícil para muitos - era boa no sentido em que a
amizade era verdadeira.
Ai também conheci o seu marido o saudoso José Rijo - acho
que nunca antes tinha mencionado o facto - de como o
conhecera - na verdade tenho que confessar - após tantos
anos que eu era muito apaixonado pela irmã dele - aqui
numa destas fotografias. Era linda... o tempo por vezes
pode criar um nevoeiro entre as recordações -
parecendo-nos quase esquecidas - mas agora avivadas
por esta foto - fotos - tudo reviver no meu espírito.
estou muito emocionado.
Voltarei para a ouvir de novo.
Bem haja
Com muita amizade
Luciano


De GUS a 28 de Novembro de 2015 às 19:08
Olá Senhora minha Tia

Hoje nem queria acreditar no que os meus olhos estavam a
ver e os meus ouvidos a ouvir.
A minha querida tia aqui a contar histórias da sua memória,
histórias de outro tempo que vivem no seu coração, e
suspiram a cada dia nas suas imensas saudades.
Nota-se , senti a sua emoção, a sua alegria em contar -
para mim que não conheço a Jóia do Reino - como tive a
oportunidade de ver por este mundo da internet.
Deixe dizer-me que foi uma alegria imensa, nem calcula
a paz interior que me deu a sua voz.
Tenho de ir a Elvas visitá-la.
Não prometo nada porque a vida nem sempre nos dá
oportunidades de saldar as nossas promessas - agora
estou no Dubai a trabalhar, em Janeiro voltarei para
a Russia e concluir um trabalho que ficou pendente.
Por vezes já suspiro pela reforma ... vamos ver.
Um grande - grande beijinhos de carinho
para a minha tão querida Tia

GUS


De Anónimo a 30 de Novembro de 2015 às 10:32
Maria José,
Uma lenda viva e vivida, contada com a ternura da sabedoria, com a alegria de quem sabe saborear cada pedaço do caminho, com a naturalidade dos nobres de Alma.
Que Senhora tão bela, tão linda em todos os ângulos a que se a observe.
Bem-haja
Adorei o depoimento!
Obrigada por existir nas nossas vidas.
Obrigada pela partilha destes minutos que souberam a pouco.
Lygia


De Xavier MArtins a 30 de Novembro de 2015 às 13:29
Muito bem
Mesmo muito bem a serenidade comoveu-me.
Gostei imenso de a ouvir falar Sra. D. Maria José Rijo.
Eu conheci também o seu marido enquanto vivia no Forte,
belos tempos esses...
memórias inesquecíveis...
As fotografias acompanham, realmente, as suas memórias.
Bem haja por as partilhar , aqui, connosco.
Bem haja sempre minha amiga - este blog foi e é uma
delicia. Uma maravilha que nos mostra tanta coisa -
principalmente tanta sensibilidade que fica aqui para
sempre - para todos poderem olhar sentir e emocionar-se.
Mais uma Muito grato por tudo.

Também já fui ver o Forte da Graça.
O meu sobrinho trouxe-me - agora já não vivo em Elvas,
vendemos tudo e ele levou-me para junto da sua família
em Loures - mas fica cá parte da minha alma, da minha
vida.

Muitos cumprimentos e por favor continue a postar aqui
neste espaço que não é só seu - também é nosso.

Xavier Martins


De DOLORES a 30 de Novembro de 2015 às 14:05
Que linda e serena que esta
a minha querida tiazinha a falar aqui sobre as suas
memórias sobre o Forte da Graça.
Que surpresa tão boa e feliz. Até estou comovida.
Está tão linda e tão querida no filme.
Adorei ouvir - o meu marido já ouviu um sem fim de vezes
o filme.
Estamos muito contentes e emocionados até.
Muitos beijinhos
DOLORES


De Maria Augusta Silva Torres a 30 de Novembro de 2015 às 15:00
Minha querida Amiga
Que linda que está . Que alegria em a ouvir aqui neste nosso
e tão bom espaço.
Adorei minha amiga ouvir as suas reminiscências daquele
lugar de sonho - O Forte da Graça.
A sua voz é calmante - comentou o meu filho deliciado em
a ouvir . Segundo me disse já partilhou o seu filme na rede,
no face dele.
è uma Senhora de muito valor - continuam as palavras dele
ao que as minhas também se juntam.
Acho que tem aqui um admirador.

Minha amiga desculpe não ter aparecido por aqui mas tenho
andado de viagem com a família e também a cuidar de uma
constipação que teimava em não me deixar.
E a minha amiga como tem passado?
percebi que não tem postado muita coisa por aqui, o que
não deveria acontecer.
Mas compreendo perfeitamente.

Realmente o seu blog é uma pagina surpreendente de tanta
maravilha e sensibilidade. Muitos Parabéns

E bem haja por tudo.
beijinhos Amiga querida

Maria Augusta silva Torres


Comentar post

.Maria José Rijo

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Parabéns Luciano

. CONVITE

. Cá Estou ... - 2

. CORAL PÚBLIA HORTÊNSIA DE...

. CRIANÇA - 1990

. Parabéns

. A afilhada da Tia Zé

. Páscoa - 2017

. Homenagem a Maria José Ri...

. Cá Estou ... - 1

.arquivos

.tags

. todas as tags

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.links

.Contador desde- 7-2-2007

Nova Contagem-17-4-2009 - @@@@@@@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@ A Seguir-nos por aqui. Obrigado @@@@@@@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@

.Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

.ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@

.LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@