Sábado, 3 de Setembro de 2016

Participação no catálogo - Elvas fora d'horas

1.jpg

2.jpg

3.jpg

4.jpg


publicado por Maria José Rijo às 15:11
| comentar | Favorito
partilhar
Quarta-feira, 25 de Maio de 2016

Jornal de Elvas - 8-3-1956 - entrevista Maria José Rijo

1.jpg 

http://alaminute.blogs.sapo.pt/

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

 


publicado por Maria José Rijo às 17:56
| comentar | Favorito
partilhar
Domingo, 22 de Maio de 2016

1984 - Exposição de maria José Rijo no Museu António Tomáz Pires

1.jpg

2.jpg

3.jpg

4.jpg

5.jpg

6.jpg

7.jpg

8.jpg

9.jpg

10.jpg

11.jpg

12.jpg

13.jpg

14.jpg

15.jpg

17.jpg

18.jpg

19.jpg

20.jpg

21.jpg

22.jpg

23.jpg

24.jpg

25.jpg

26.jpg

27.jpg

28.jpg

29.jpg

30.jpg

31.jpg

32.jpg

33.jpg

34.jpg

35.jpg

36.jpg

37.jpg

38.jpg

39.jpg

40.jpg

41.jpg

42.jpg

43.jpg

44.jpg

Exposição de Trabalhos de Maria José Rijo

no Museu de Elvas - António Tomáz Pires

.

Bonecos de Madeira

Trabalhos de Conchas

Telas a óleo

 Ceramica

 

estou: 1984

publicado por Maria José Rijo às 00:17
| comentar | Favorito
partilhar
Domingo, 28 de Setembro de 2008

Curriculum Vitae

..

..

Curriculum Vitae

 

# 1952 – Artesanato – 1º prémio –

                  Jogos Florais de Portugal

                           – Quadra

 

# 1953 – 10º Jogos Florais Luso Espanhóis

                Foi premiado em: - Prémio de Poesia Lírica

                                             - Quadra

 

# 1954 a 25 de Abril de 1974 – Começa a colaborar com histórias infantis para o Programa Infantil da Emissora Nacional

 

# 1972 – Representação da História no Castelo pelos alunos do 1º ciclo de Lamego (na festa de fim de curso)

 

# 1956 – Publicou “E vim cantar…”

 

#1957 – História da capa da revista Lusitas

           - 1º Prémio de Artesanato – Exposição Artes e ofícios de

              Elvas

 

# 1958 – Colaborou em vários números na revista “Os nossos  filhos”

 

# 1960 – Colabora – Alentejo Ilustrado – dá entrevistas

            -- Correio da Beira – Guarda

 

# 1965 – Exposição “Lembranças do Mar” no S N L – no Palácio  Foz em Lisboa

 

# 1964 – Exposição em Conchas – no Chiado na casa “Leonel”

 

# 1968 – 1º Prémio da Melhor Carta do Mês – do Diário Popular

 

# 1982 – 1º Prémio – Jogos Florais – Antigos Alunos Liceu de Beja

 

# 1984 – Exposição Trabalhos – Câmara Municipal de Elvas

            -- Colaboração com trabalhos seus – Exposição Presépios

                 – Junta de Turismo Estoril

 

 

# O Globo – Livro de Leituras para o Ciclo Preparatório do ensino Secundário – engloba poema seu

 

# Exposições várias de Artesanato

 

# Colabora em Exposições de Pintura

 

# de 1986 – 1989 – Vereadora da Cultura e Turismo na Câmara Municipal de Elvas

 

# Colaboração no Jornal O Dia

 

# Escreveu textos para catálogos de Pintores e programas de  Festas

 

# Colaborou na Revista Norte-Alentejo

 

# Colabora no Jornal Linhas de Elvas para onde escreveu mais de 500 artigos de opinião

 

# 2000 – Publicação do Livro Rezas e Benzeduras

 

 

 


publicado por Maria José Rijo às 12:30
| comentar | Favorito
partilhar
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

Para quem comenta...

Sei que sabem quanto me alegra sentir a compreensão e apreço por este meu jeito -

a que me rendo desde garota - de contar estórias e comentar o que se passa em meu redor .

Sei que acreditam que as vossas "presenças" me confortam e acompanham -me fazem bem - sei!
Sei também que entendem quanto eu gostaria de responder a cada um de vós expressamente.
Sei!
Acontece porém que quando nos escrevem "idoso" até nos bilhetes de comboio e,

nos jornais, quando gente da minha idade é atropelada os seus nomes são

substituidos por : septagenário ou octogenário ninguém nos está insultando -

embora de forma pouco agradável - nos estejam apenas avaliando pelo tempo vivido.

E o problema, é na verdade esse : -tempo
Assim que, já não conseguindo fazer como desejaria, tenho que vos pedir tolerância

para que aceiteis o que posso fazer; que é deixar para todos um abraço grato e

amigo e um pequeno poema que dedico especialmente a quem gostar de poesia.


Curriculum


Meus dias são
deslumbrados - exaltados
febris - doentes...
cheios de auroras e poentes!
Meus dias são preguiçosos - dolentes
acomodados -indiferentes
bocejantes - inquietantes
tão sem préstimo
insignificantes
e, porque os vivo
tão, tão importantes...

Maria José

estou:

publicado por Maria José Rijo às 00:09
| comentar | ver comentários (8) | Favorito
partilhar

.Maria José Rijo


. ver perfil

. seguir perfil

. 53 seguidores

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
21
22
23

24
27
28
29
30


.posts recentes

. Participação no catálogo ...

. Jornal de Elvas - 8-3-195...

. 1984 - Exposição de maria...

. Curriculum Vitae

. Para quem comenta...

.arquivos

.tags

. todas as tags

. Dia de Anos

. Então como é ?!

. Em nome de quem se cala.....

. Amarga Lucidez

. Com água no bico

. Elvas com alguma rima e ....

. 28 de Fevereiro...

. Obras do Cadete

. REGRESSO

. Feição de nobreza

.links

.Contador desde- 7-2-2007

Nova Contagem-17-4-2009 - @@@@@@@@@@@@@@@@ @@@@@@@@@@@@@@@

@@@@@@@@@@@@@@@ A Seguir-nos por aqui. Obrigado @@@@@@@@@@@@@@@@ free counters
Free counters @@@@@@

.Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

.ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@

.LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@