Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dignidade e Virgindade

Quarta-feira, 28.11.07

Dignidade e virgindade, não são sinónimos.

Pode-se ser virgem e não ser digno, e pode-se ser digno não sendo virgem.

Pode até haver quem não sendo “virgem”, seja mais puro de alma do que outros que preservam a virgindade como moeda de jogo.

Esperteza de gato e rato.

         Quem é bom, não apregoa a sua bondade. Procede de acordo com essa qualidade, se realmente a possuir.

         Quem é puro procede com pureza, e, só assim constitui exemplo da sua intrínseca qualidade de pessoa pura.

            Mas, vamos ao assunto:

        Cada qual pode ter a sua opinião sobre o que se passou no programa novo da SIC.

         Ninguém pediu a minha, porém, não me parece possível que, concordando ou discordando, quem quer que seja, não se tenha detido um pouco a pensar no acontecido, se, por acaso, ou deliberadamente assistiu às primeiras emissões do referido programa.

         Até pelo inesperado da situação vale a pena fazer algumas considerações como quem pensa em voz alta.

         Não tenho a pretensão de julgar pessoas. Detenho-me apenas a apreciar situações e a conjecturar porque, ou como, se resvala até cair em comportamentos que tais.

         Para se aprender a ler, começa-se por aprender as letras. Depois gradualmente, chega-se às palavras, às frases, etc. etc. etc...

         Para se chegar ao ponto de degradação em que estão alguns programas de televisão, também foi lento o caminho.

        Começou-se por pequenas cedências quer na linguagem, quer na escolha e qualidade dos programas a apresentar. E, a pouco e pouco sem que o espectador desse por isso já o palavrão, a grosseria, a imoralidade eram moeda corrente. Coisa tão banal, tão useira e vezeira que nem dava para prestar atenção e reagir.

        E, toda a gente “ decretou” que a televisão estava uma ordinarice.

        Sendo essa premissa uma verdade assente, tornou-se o desaforo um atributo natural da televisão e, como tal um facto consumado.

        Eis porém que o impensável acontece:- todas as marcas das situações indecorosas já exibidas são ultrapassadas.

Faz-se tábua rasa de privacidade – até de pessoas extra concurso!- enrolam-se num verdadeiro conto do vigário, prometendo-lhes uma situação discreta e recatada que não aconteceria, e enredando-as traiçoeiramente numa teia de hipocrisias  que as envolve e constrange como moscas a espernear, presas nas mandíbulas de aranha ardilosa e peçonhenta.

O que se vê envergonha e rebaixa a nossa condição de gente.

Os nossos direitos fundamentais de seres humanos.

          Um dó. Um dó de fazer chorar...

          E percebe-se, ouvindo “conversas!!!” entre pais e filhos, como se perdeu a noção de hierarquias, de Bem e Mal, de correcto e incorrecto.

          De como a língua portuguesa que a juventude, mais do que ninguém, devia amar e respeitar, vai ficando, nas suas bocas, reduzida aos vocábulos, dantes só usados para vilipendiar. Aos termos, ditos insultuosos...

Assim, como se cada um não fosse dotado de um coração, uma consciência, e de inteligência para pensar, se vão distanciando dos valores autênticos da Vida, correndo atrás de miragens, de dinheiros adquiridos sem trabalho e sem mérito, de fama e notoriedade assentesem aparências falseadoras dos princípios morais e éticos que regem, oudeveriam reger, a existência.

São estes os caminhos MAIS DO QUE EVIDENTES para as desilusões, as frustrações e revoltas que abrem as portas à droga, aos vícios, às agressões, ao crime.

Deixar correr porque não nos diz respeito? - É erro crasso.

Chega-se a situações destas, porque TUDO é da nossa responsabilidade e nos demitimos, de agir, por mero comodismo.

         Consentindo - pagaremos o preço da nossa omissão com a infelicidade,da nossa ,e das gerações futuras.

         Nenhum de nós está “virgem” de culpas.

         È tempo de assumirmos - com dignidade - a consciência destes factos e

exigirmos uma reforma cabal na instrução, na educação, napreparação dos jovens

ajudando-os a lutar por ideais, e, não por ídolos

Comece-se pelas nossas casas, onde os meninos tratando os papás e mamãs

 por tu perdem a primeira noção de hierarquia que que deviam aprender e levam:

 o tu cá, tu lá para os professores na escola progredindo, assim, mais rapidamente

 na falta de educação do que no saber .

              Enquanto não se voltar a ensinar às crianças o valor da obediência e o respeito por pessoas e princípios em lugar de os tratar como irresponsáveis soberanos absolutos que trazem os adultos à trela, o espectáculo continua...                                

 

                                                          Maria José Rijo

@@@@

Jornal Linhas de Elvas

Nº 2.612 – de 22/Junho/2001

Conversas Soltas

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria José Rijo às 18:58





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2007

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


comentários recentes

  • Anónimo

    ADOROAdoroooooooooooooMeu Deus Tia gosto imenso de...

  • Anónimo

    Mas que bom...As gavetas da memória ... que saudad...

  • Anónimo

    Oh minha querida Tiazinhacomo eu adoro este artigo...

  • Anónimo

    Querida Amiga de minha MãeAgradeço as suas palavra...

  • Maria José Rijo

    Creia que foi com profunda tristeza que recebi a n...


Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@






ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@


links

Um pouco de mim...

EFEMERIDES

Blogs- quem nos cita

Deambulo por

Culinaria

K I K A

Paginas de Diário

2019

2018

2017

2016

2014

2015

2013

2012

2011

2010

Cá estou ...

Mais alguns...

Alguns...

Alentejo

Eurico Gama

Artigos sobre...

Escola Musica / Coral

Elvas Cidade...

Escritores e...

A Familia

Sebastião da GAma

Minhas sobrinhas Bisnetas

Meus sobrinhos Netos

Meus sobrinhos

Diversos...

Páscoa

São Mateus

Cartas especiais

noticias em Jornais

Dia da Criança

Cartas do Brasil- 1996

AÇORES

Juromenha

Col. de Gastronomia

O Natal

Exp. MuseuTomaz Pires-1984

Exposição PERCURSO-2008

HistóriasCmezinhasEreceitas

Revista Sénior

JOSÉ RIJO

Hospital e Maternidade

Livro de Reminiscências

Livros- de HistóriasInfantis

  • A história da Cotovia
  • A história de uma Flor
  • A historia do Castelo
  • AlendaMisterioso vale florido
  • O sonho da Joca
  • A menina de Trapo
  • A avó conta 1 historia
  • Conto - Margarida - 1
  • Conto-Margaridavaicontente
  • ... então sonhei!
  • O Cavalinho encantado
  • A princesa Jasmim
  • Aurinha está doente
  • Arnaldo o terrivel
  • A Cabrinha
  • Era uma vez ...
  • O pequeno castanheiro

Dias festivos

Programa de Poesia (radio)

Crónicas na Revista

Livro de Poemas - I

Livro de Poemas - II

Livro de Poemas - III

Livro de Poemas - IV

Aniversários Linhas

Livro Rezas e Benzeduras

Livro das Flores

LivroJoaoCarpinteiro

A Visita - Despertador

Programas se SãoMateus

Entrevistas

Entrevista - TV-Videos,etc

Visitantes no Blog

Aniversarios Blog



arquivos



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.