Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mote sem Glosa

Sexta-feira, 11.09.09

Á LÁ Minute

Jornal Linhas de Elvas

Nº 1.906 – 18 de Setembro de 1987

 Mote sem Glosa

 

“O Senhor da Piedade

Tem 24 janelas”

Fosse eu pomba, tivesse asas,

Que pousaria na Cruz

Porque fica acima delas.

 

Ás vezes, apetecia-me falar de Amor

do segredo de ser

da paz de quem se dá

e se reencontra limpo e renovado

que o Amor purifica e recria

com a força duma aurora

que da noite rasga o dia…

 

Ás vezes, apetecia-me falar de Amor

como o pressinto e sei

procura de perfeição

que se suspeita e sente

no dia a dia imperfeito

da condição de ser gente…

 

Às vezes, apetecia-me falar de Amor

amor que de si nos solta

e permite dizer; - “eu”

encarar o mundo em volta

chamar: “vida” – “minha vida”

à viagem de regresso

a esse Amor do começo

que foi ponto de partida…

 

Às vezes, apetecia-me falar de Amor

olhando a crista da onda

alta, bela, transparente,

imponente, tenebrosa

e dizer-lhe intimamente

com a inocência da rosa

ou a força da semente

sem palavras

( na cósmica cumplicidade

de me saber – nada –

e saber-me – eternidade )

olá, água! – olá, apenas água!

Vês?

Só na praia, como espuma,

Descansam vidas e marés

 

Às vezes, apetecia-me falar de Amor

sendo diferente

mas ajoelho, rezo o Teu nome bendito

-- Senhor Jesus da Piedade!

-- Senhor Jesus da Piedade!

Rezo e repito:

-- Senhor Jesus da Piedade!

e só assim – tudo está dito.

 

Maria José Rijo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria José Rijo às 17:54


9 comentários

De Flor do Cardo a 11.09.2009 às 18:23

Belissimo este texto.
Belissimas fotos da nossa Igreja do Senhor Jesus
da Piedade.

Que saudades...
Obrigado amiga


Luciano

De Maria José a 19.09.2009 às 18:02

Meu amigo Luciano - estava no Santuário de Fátima a rezar pelo bom êxito do seu " marca passo" quando me lembrei que o nome do Reitor que celebrava a missa é - Luciano. Não sendo muito vulgar o nome ocorreu-me contar-lhe esta coincidência, apenas como curiosidade.
Não ando muito em forma, o que é natural com tudo o que tem sucedido ultimamente.
Um sobrinho de meu marido que viveu quase sempre connosco desde os dois anos - o meu Carlos Manuel -faleceu diz a autópsia que de enfarte.
Vivia só e, como dizia o nosso querido Amigo Dr. Falcato : - quem vive só não morre - aparece morto.
Tento arrumar esta terrível perda dentro de mim, mas já são tantos a quem disse adeus que não é possível fugir ao desconforto de alma.
Mas...o caminho é em frente . Mais ou menos felizes - caminhemos.
Deixo aqui toda a ternuro do meu coração para Aristeu , Magnólia, Gilinho aproveito a boleia porque a vontade de escrever é pouca. Vale a força do afecto que empurra a mão.
Um abraço grande, grande da
maria José

De Xavier Martins a 11.09.2009 às 18:30

O Amigo Luciano
O texto é belissimo e as fotos elevam-no junto da
Cruz do Senhora da Piedade.
Os meus Parabens D. Maria José por mais este
texto fabuloso.
Felicito-a e agradeço mais este texto bem
significativo.
Realmente a Senhora tem imensos textos que
elevam a cidade. Renova a minha pena de terem
sido num jornal de interior - é que a Senhora
Tem Muito valor
Um abraço

Xavier Martins

De Maria José a 19.09.2009 às 18:20

Xavier Martins
Obrigada pelas suas amáveis considerações sobre o que escrevo.
Afaga o amor próprio de qualquer pessoa ter amigos assim - muito obrigada.
Neste momento palavras assim funcionam como estímulo para continuar mesmo quando a dor nos bate à porta. Veja que, preocupada com uma semana de silêncio, do meu rapazinho - apesar dos 64 anos , assim o sentia - pus-me a telefonar para meio mundo para que o procurassem.
Estava na morgue .
O tempo ha-de arrumar isto dentro de mim. Mas para estas coisas o tempo é muito lento.
Um abraço e desculpe o desabafo, mas não queria que o meu silêncio parecesse dsinteresse
Maria José

De Aristeu a 13.09.2009 às 00:44

MInha querida tia
que Nossa Senhora de Fátima lhe dê forças
para a vida e faça sorrir o seu coração.
A tia foi uma pessoa muito importante na minha
meninice, na minha adolescencia e agora tudo
parece ter voltado ao passado.
Sei que entende o que quero dizer-lhe.
Eu sei que sim.

Gosto muito de si.
Volte depressa e obrigado por este texto
belissimo e estas fotos magnificas da Igreja da
Piedade. Chega a emocionar só de olhar e
sentir a sua escrita.
Bem haja minha querida Tia

Aristeu

Beijinhos no seu coração
Mag

De Gustavo Frederich a 13.09.2009 às 00:51

Senhora Minha Tia
Como está de viagem marcada ao santuário
vim deixar um grande beijinho.
Um beijinho especial para si e desejos de que
Nossa Senhora lhe suavise o coração e lhe traga
sorrisos de esperança para a sua vida.

Se se lembrar faça, por favor, uma oração
por mim.
Eu estou neste momento em Pietrelcina e já
rezei por si e rezarei todos os dias.
Gosto muito de si.
Deste seu sobrinho (um pouco perdido)
mas que a adora

Beijinhos

Gus

De Maria José a 19.09.2009 às 18:40

Meu querido Gus
Quando há dias li esta mensagem pensei que em lugar de ir a Fátima eu devria ir a Pietrelcina, porque então teria oportunidade de lhe dar um abraço de verdade se, como agora, peregrinassemos ambos na mesma data.
Queria muito saber da sua gripe, melhor, porque tem esse mau estar.
Faz o favor de me dizer o que se passa?
Mais ou menos já contei aos outros amigos o que nos atingiu.Não vale a pena entrar em pormenores porque a coisa mais traiçoeira que nos pode acontecer é julgar os outros pelas aparências .
Enfim - tentemos ir em frente.
Claro - claro sem sombras que esteve presente comigo aos pés da Mãe do Céu, nem poderia ser de outra forma trazendo-o, como trago, no meu coração
Diga da sua saude - por favor.
Um beijo - tia Zé

De Dolores e Avelino a 13.09.2009 às 00:56

Nossa Tia
Foi o Avelino - que agora - passa imensas horas
pela net e pelo seu blog onde leu e releu tudo desde
o inicio.
Ele diz que a Tia bem merecia um site - uma casa
maior - cheia de gavetas para arrunar muito melhor
este espólio magnifico que são todos os poemas -
as flores - ... TUDO - o que está aqui .
Sei que a sua sobrinha vai fazer - sei que sim.
Aguardamos.

Tia Boa viagem e que a Virgem beije o seu coração
e traga benesses a suavida.
Reze por nós que estamos tão longe.

Até breve
Beijinhos

Dolores
Avelino e Magé

De Maria José a 19.09.2009 às 20:03

Meus queridos
Lá estivemos em Fátima - e digo estivemos - porque vos levei a Nossa Senhora nas minhas orações, coo manda o coração.
Alegra-me muito saber que a princezinha já diz algumas palavras e já sabe dizer " quida" para encantar os avós de quem ela é o encanto.
Peço mito a Deus que ela cresça em bem e para bem e que a vida dela seja motivo para muitas alegrias.
Como já perceberam ando aqui a resolver uns probleminhas de saude - nada grave - mas que alteram um pouco a vida, como é de calcular.
Neste momento a feira de São Mateus está a começar.e a cidade está em festa.
Das minhas janelas vejo a feira e o fogo de artifício.
Serviço ao domicílio - que mais se poderá desejar?...
Beijinhos para os três com a mágoa de não conhecer a nossa princesa, nem por retrato.
Saudades - Tia Zé

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930


comentários recentes

  • Anónimo

    Lindo,como sempre

  • Anónimo

    Querida Tia Maria JoséQue alegria chegar mais um d...

  • Anónimo

    Minha querida e Boa amigaque alegria chegar aos 93...

  • Anónimo

    Minha querida tiaEu sabia que era hoje o dia do se...

  • Anónimo

    Titia queridaQue alugria nesse seu aniversário.Des...


Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@






ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@


links

Um pouco de mim...

EFEMERIDES

Blogs- quem nos cita

Deambulo por

Culinaria

K I K A

Paginas de Diário

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018

2019

Cá estou ...

Mais alguns...

Alguns...

Alentejo

Eurico Gama

Artigos sobre...

Escola Musica / Coral

Elvas Cidade...

Escritores e...

A Familia

Sebastião da GAma

Minhas sobrinhas Bisnetas

Meus sobrinhos Netos

Meus sobrinhos

Diversos...

Páscoa

São Mateus

Cartas especiais

noticias em Jornais

Dia da Criança

Cartas do Brasil- 1996

AÇORES

Juromenha

Col. de Gastronomia

O Natal

Exp. MuseuTomaz Pires-1984

Exposição PERCURSO-2008

HistóriasCmezinhasEreceitas

Revista Sénior

JOSÉ RIJO

Hospital e Maternidade

Livro de Reminiscências

Livros- de HistóriasInfantis

  • A história da Cotovia
  • A história de uma Flor
  • A historia do Castelo
  • AlendaMisterioso vale florido
  • O sonho da Joca
  • A menina de Trapo
  • A avó conta 1 historia
  • Conto - Margarida - 1
  • Conto-Margaridavaicontente
  • ... então sonhei!
  • O Cavalinho encantado
  • A princesa Jasmim
  • Aurinha está doente
  • Arnaldo o terrivel
  • A Cabrinha
  • Era uma vez ...
  • O pequeno castanheiro

Dias festivos

Programa de Poesia (radio)

Crónicas na Revista

Livro de Poemas - I

Livro de Poemas - II

Livro de Poemas - III

Livro de Poemas - IV

Aniversários Linhas

Livro Rezas e Benzeduras

Livro das Flores

LivroJoaoCarpinteiro

A Visita - Despertador

Programas se SãoMateus

Entrevistas

Entrevista - TV-Videos,etc

Visitantes no Blog

Aniversarios Blog



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos