Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



RESCALDO

Terça-feira, 16.11.10

Á Lá Minute

Jornal Linhas de Elvas

Nº 1857 –  10 de Outubro de 1986

RESCALDO…

 

Pelo menos - a nível local – bastante já se falou e disse sobre a visita a Elvas por alguns membros do governo.

Se bem que visitas de passagem, quando o rumo é outro – sejam lugar comum na nossa terra – desta vez – a novidade foi que o destino não era Badajoz, e o viajante era o Senhor Primeiro-ministro.

 

Porém, o que foi novo, e não vi sublinhado com a importância que, a meu ver, teve … foi a frontalidade e a lucidez da intervenção do nosso Presidente da Câmara.

Não é vulgar, nos tempos que correm, as pessoas assumirem com tanto desassombro as suas convicções, e quando os destinatários dessas mensagens são os mais altos “mandantes” e o que se diz não é titubeado mas sim, afirmado com a dignidade e a segurança do sentir que exprime, mais respeito nos merece.

 

Ouvir da boca do Senhor Presidente da Câmara, sem trair a cortesia e a delicadeza que compete a um anfitrião, defender os interesses dos seus munícipes lembrando aos membros do governo que – traçar projectos em gabinetes só tem sentido, tendo em conta o bom senso que obriga ao respeito pelas populações – voltar mais adiante, a ouvir repetir a expressão, bom senso, para que não parecesse casual, penso que deve ter deixado em todos os circunstantes aquela noção de dimensão e capacidade que se espera de quem foi escolhido para nos representar.

 

… Mesmo os turistas mais apressados, rolando a alta velocidade pela estrada, ao passarem junto do Aqueduto, não resistirão a pensar que em Elvas há qualquer coisa de identificador e diferente…

 

Maria José Rijo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria José Rijo às 16:29


2 comentários

De Flor do Cardo a 16.11.2010 às 17:05

Olá
Muito boa tarde
Agora já fazia algum tempo que me não assomava
por estas paragens - mas sabe a velhice é tramada.
Todos os dias se tem um que queixar, ou distoou
aquilo, ou do outro... há sempre uma para nos
atazanar o miolo.
Apanhei uma gripe de caixão à cova - como se
costuma dizer por essas paragens. Tenho estado
mesmo encanaviado, hoje é que já estou melhor,
mas é dificil de passar e eu que detesto estar doente.
Aqui as netinhas as gémeas estão umas florzinhas.
Lindas que é só ver.
Os da Cilene também são uns amores e ela continua
bonita e com um grande futuro pela frente.
Fiquei Feliz.
O Guilinho vai ser pai 2 vezes - pois é- também
são gémios. E Já viu uma novidade deste tamanho???
Resolveram que vão baptizar todos juntos e a
festa é na fazenda com bois assados e sei lá que
mais ele quer.
E consigo como vão as coisas?
Está tudo bem?? Bem disposta??
Não se deixe constipar que isto de se estar doente
é quase um emprego. Livra!
Um grande abraço
Saudaes

Luciano

De Maria José a 18.11.2010 às 12:26

Meu bom amigo - estou numa fase da vida em que qualquer ausência mais prolongada me assusta. assim que respiro de alívio quando reencontro qualquer amigo que me mostra que pelo menos estamos ainda todos vivos.
Como pode deduzir a minha resist~encia já vai deixando muito a desejar e qualquer constipação, como agora, chega para me transformar na velhota que sou e, às vezes ainda não pareço ser.
Mas... só tem problemas quem está vivo... como sabe.
Aquecem-me o coração as vossas boas notícias e, bem gostaria de participar ao vivo nessa festa de Amor e Esperança que se avizinha.
Porém, cá de longe farei como costumo dia adia acendo a luz aos Santinhos e peço a Deus a proteção de todos.
Saude!e, um abraço grato Maria José

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


comentários recentes

  • Anónimo

    ADOROAdoroooooooooooooMeu Deus Tia gosto imenso de...

  • Anónimo

    Mas que bom...As gavetas da memória ... que saudad...

  • Anónimo

    Oh minha querida Tiazinhacomo eu adoro este artigo...

  • Anónimo

    Querida Amiga de minha MãeAgradeço as suas palavra...

  • Maria José Rijo

    Creia que foi com profunda tristeza que recebi a n...


Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@






ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@


links

Um pouco de mim...

EFEMERIDES

Blogs- quem nos cita

Deambulo por

Culinaria

K I K A

Paginas de Diário

2019

2018

2017

2016

2014

2015

2013

2012

2011

2010

Cá estou ...

Mais alguns...

Alguns...

Alentejo

Eurico Gama

Artigos sobre...

Escola Musica / Coral

Elvas Cidade...

Escritores e...

A Familia

Sebastião da GAma

Minhas sobrinhas Bisnetas

Meus sobrinhos Netos

Meus sobrinhos

Diversos...

Páscoa

São Mateus

Cartas especiais

noticias em Jornais

Dia da Criança

Cartas do Brasil- 1996

AÇORES

Juromenha

Col. de Gastronomia

O Natal

Exp. MuseuTomaz Pires-1984

Exposição PERCURSO-2008

HistóriasCmezinhasEreceitas

Revista Sénior

JOSÉ RIJO

Hospital e Maternidade

Livro de Reminiscências

Livros- de HistóriasInfantis

  • A história da Cotovia
  • A história de uma Flor
  • A historia do Castelo
  • AlendaMisterioso vale florido
  • O sonho da Joca
  • A menina de Trapo
  • A avó conta 1 historia
  • Conto - Margarida - 1
  • Conto-Margaridavaicontente
  • ... então sonhei!
  • O Cavalinho encantado
  • A princesa Jasmim
  • Aurinha está doente
  • Arnaldo o terrivel
  • A Cabrinha
  • Era uma vez ...
  • O pequeno castanheiro

Dias festivos

Programa de Poesia (radio)

Crónicas na Revista

Livro de Poemas - I

Livro de Poemas - II

Livro de Poemas - III

Livro de Poemas - IV

Aniversários Linhas

Livro Rezas e Benzeduras

Livro das Flores

LivroJoaoCarpinteiro

A Visita - Despertador

Programas se SãoMateus

Entrevistas

Entrevista - TV-Videos,etc

Visitantes no Blog

Aniversarios Blog



arquivos



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.