Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Aos queridos Amigos destes 11 anos de Blog

Segunda-feira, 24.12.18

IMG_0015.JPG

Neste NATAL de 2018

ainda vos trago o meu abraço de 

BOAS FESTAS 

IMG_0016.JPG

com o desejo de ir tendo noticias vossas.

Afectuosamente

Maria José Rijo

e Paula

IMG_0018.JPG

IMG_0019.JPG

IMG_0020.JPG

IMG_0021.JPG

IMG_0024.JPG

IMG_0025.JPG

IMG_0031.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maria José Rijo às 13:27


17 comentários

De Maria João Brito de Sousa a 25.12.2018 às 09:22

Feliz Natal, Maria José.

Um imenso abraço

De Anónimo a 19.01.2019 às 20:47

Que surpresa boa descobrir que se recorda de mim!
Espero que o abraço que aqui lhe deixo lhe fale de apreço, admiração e
lhe deixe também no coração aquela ternurinha doce que a sua lembrança faz nascer em mim
Obrigada e... o tal abraço
Maria josé

De Maria João Brito de Sousa a 23.01.2019 às 11:16

O tal abraço, Maria José.

De Anónimo a 27.12.2018 às 12:40

Minha querida Tia
desculpe só agora vir deixar um beijinho mas temos estado muito infelizes, cá em casa,
devido a um lume na lareira a casa incendiou-se toda e perdemos o meu pai. O Sr. Luciano, meu pai , faleceu na cama enquanto dormia, na madrugada do dia 10 de Dezembro.
Desculpe a noticia - mas não sei como comunicar tamanha tristeza como esta.
O meu pai tinha 98 anos.
Muitos beijinhos e Feliz Natal.
Aristeu Fernandes

De Anónimo a 27.12.2018 às 12:54

Augusta Silva Torres
Minha Amiga estava a ver que não conseguia ver - este ano - o seu menino Jesus que
é tão semelhante ao meu. O meu foi comprado no Brasil faz mais de 50 anos numa viagem
que eu e o meu marido fizemos. São lindos e parecem mesmo meninos a dormir.
Mas como estava a contar, tive um percalço - cai na banheira, escorreguei e parti a clavícula,
os ossos já estão mais mal que bem e agora ... cá estamos imobilizada na cama. Quem escreve é o meu querido filho que também manda um beijinho de Boas Festas.
Agora fala o filho, que a minha mãe já tem 102 anos na Graça de Deus, está mais lúcida que eu e adora tudo o que é maquinas como os computadores/telemóveis e por ai fora. Agora sou eu que jogo na quinta do faceboock - imagine o que um filho tem que fazer para ver sorrir a sua mãe.
Despedimo-nos desejando muita saúde e alegrias na sua vida.
Augusto Maria Silva Torres

De Anónimo a 22.01.2019 às 17:15

Minha Querida Amiga Como deve calcular as notícias que desta vez nos chegaram deixaram-me tão perturbada que me martelam no espírito e me inibem de conseguir retomar com a normalidade desejada o dia a dia.Parece que se não chegar ao computador,posso crer que não aconteceu o que tanto doe ter que aceitar.Nas nossas idades já apetece fingir que nada aconteceu,o que,como se sabe é impossível.,
Felizmente que a sua queda não lhe causou maiores danos e que tem a companhia desse filho ( a quem mando um abraço especial, posso?- )que se encanta com o sorriso da Mãe.
Bem gostava de vos ter por perto,porém, mesmo de longe peço a Deus que vos conserve juntos e felizes por muitos anos.
um abraço grato e amigo da Maria José

De Anónimo a 27.12.2018 às 12:57

Muito boa tarde
eu sou o sobrinho do Xavier Martins que me pediu para escrever este comentário
avisando que ele partiu na madrugada do dia 25 de Dezembro depois de muito penar
num hospital com pneumonia.
Fica aqui o eterno abraço do meu tia neste blog que ele seguia religiosamente.
Felicidades
Manuel Martins - desde Coimbra

De Anónimo a 22.01.2019 às 17:35

Creia que é com a maior mágoa que lhe envio um abraço pela notícia do falecimento de seu tio e meu bom amigo Xavier.
A perda de um Amigo, é sempre irreparável, e à medida que a idade avança a sensação de vazio que nos deixa o desaparecimento de algum deles é sufocante.
Bem haja por ter cumprido o pedido de seu tio . Penso que se mereciam um ao outro.
Grata a Maria José Rijo

De Anónimo a 27.12.2018 às 13:02

Minha Amiga
Faz tempo que não venho ao seu blog - estudos- filhos - família e trabalho
por vezes afastam-nos do que gostamos.
Eu sou o Kiko Maciel do Brasil - que fiz um trabalho para a Universidade com os seus poemas.
Recorda-se ?? Espero que sim.
Muitos beijinhos e Boas Festas - continuação de muita saúde e gosto pela escrita
vejo que nunca mais publicou poemas e isso deixou-me triste.
Beijinhos
Kiko Maciel

De Anónimo a 22.01.2019 às 17:51

Kiko
Olá!- seja bem aparecido! .Os amigos fazem sempre falta e venham quando vierem, cheguem quando chegarem, é sempre na hora certa.
Creia que eu bem gostaria de não vos desiludir, porém, talvez a solidão, a perda de parentes e amigos e
os achaques próprios do "meu inverno privativo", tudo junto, propicie um comportamento que também a mim me aflige
Mas, hoje festejemos a alegria do seu "regresso" obrigada pelos bons desejos que do coração retribuo.
Beijinhos tia Zé

De Anónimo a 27.12.2018 às 13:08

Minha adorada tia
Só hoje tive coragem para escrever e contar da minha desgraça...
Desculpe o meu silencio tão demorado mas estamos muito tristes eu e o meu marido
sabe tia ... mas... perdemos a nossa menina morreu atropelada, a nossa querida Magé com
10 aninhos - atravessou sozinha numa estrada e... foi na hora... Meu Deus a nossa vida
são tragédias seguidas...
Já não vivemos em França - agora estamos na Bélgica- na casa de uns amigos desde Agosto
quando tudo aconteceu. Não contei antes que não conseguia falar nisso a si.
Desculpe tia a noticia triste mas a vida nossa é assim.
Feliz Natal para si e sua família.
Muitos beijinhos
Dolores e Avelino

De Anónimo a 22.01.2019 às 18:08

Dolores e Avelino Não sei o que daria para que não fosse verdade o que me contaram
Fiquei, e estou, completamente desestabilizada emocionalmente.Não me atrevo a dizer que avalio o que têm sofrido, Sinto que não há bitola para dores assim.
Que Deus vos ajude.
Eu, apenas vou levando flores para o altar do Senhor Jesus da Piedade para que nos ajude a entender, ou pelo menos aceitar sem revolta
Um abraço, um enorme abraço Tia Zé

De Anónimo a 28.12.2018 às 14:46

Muito boa tarde
Eu ou o Constantino Marques - leitor do seu blog desde 2012 e sou
um apaixonado pelos seus poemas. Tenho todos os publicados - em micas
tal e qual como foram publicados. Sou do Porto.
Queria desejar-lhe Boas Festas e que o Ano Novo lhe traga muita inspiração
e desejos de publicar mais alguns aqui neste seu maravilhoso blog.
Cumprimentos deste seu leitor assíduo.
Constantino Marques

De Anónimo a 22.01.2019 às 18:40

Constantino Marques
Obrigada pela sua presença, pelas seus desejos de Boas-Festas que, embora já bem tarde do coração retribuo .
pelo teor dos comentários por certo se apercebeu de como foram tristes algumas notícias que este Natal nos ofereceu e, de como tudo isso perturbou as nossas vidas. De qualquer modo, não posso deixar de lhe afirmar como a sua presença e a sua simpatia muito contribuíram para apaziguar a nossa tristeza.
Um abraço muito grato
Maria José Rijo

De Anónimo a 28.12.2018 às 14:55

Minha querida Tia
Acabei de ler os comentários e sinto-me muito triste - nós somos a sua
família virtual neste bello espaço seu e nosso.
Os meus mais sentidos pêsames ás famílias do Luciano, da Dolores e do
Xavier. Lamento profundamente estas perdas.
Só vi hoje o blog. estou a viver na Dinamarca o que muito me agrada.
Tia, sinto tanta falta dos seus poemas. Penso que se zangou com esta gente
do blog. aparece de quando em vez, de fugida... mas gosto imenso do seu menino.
Muitos beijinhos e desejos de que 2019 seja pródigo em poemas dos seus... claro.
Bom ano
beijinhos

GUS

De Anónimo a 22.01.2019 às 19:55

Meu querido Gus
Já tinha até saudades de escrever o seu nome.
Tenho andado muito afastada destas actividades que tanto enchiam a minha vida.Hoje jurei aos meus santinhos que iria reagir á tristeza sem fim das notícias que este Natal nos prodigalizou mas, confesso que bem gostaria de conseguir mais força para ser capaz de ficar aqui a conversa sem este peso de mágoa que ainda estou longe de superar.por isso venho só dizer quanto me aconchegou a alma ter notícias vossas e prometer que irei dar volta à papelada para encontrar algum poema esquecido para vos dar de presente. entretanto deixo aqui saudades e toda a ternura que recebo da vossa amizade
Um abraço enorme e sempre grato da tia Zé

De Anónimo a 19.01.2019 às 21:27

Meus queridos eu não tenho palavras, nem sei se elas existem capazes de expressar o que se sente com perdas irreparáveis como quando nos confrontamos com a morte dos que amamos.
Tenho sempre muita dificuldade em aceitar essa dura verdade. Levo tempo ,muito tempo até que na minha cabeça se arrume com alguma paz essa realidade, essa dura verdade.peço que entendam, essas reacções , a que não me consigo furtar.Necessito de tempo para ser capaz de aceitar a perda dos que estimo e, por essa razão só hoje venho trazer-vos o meu forte abraço pela dor desta perda que tão de perto me toca também .
Quero dizer-vos que no último domingo do ano que findou na igreja do Senhor Jesus Da Piedade a Missa foi dedicada aos meus amigos Luciano e Xavier.
Pensei que lhes seria grato que na sua terra, na igreja da sua devoção todos rezassem pelo seu descanso
Com um abraço de todo o coração - um pedido: não deixem de dar notícias. tia Zé

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2018

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031


comentários recentes

  • Anónimo

    ADOROAdoroooooooooooooMeu Deus Tia gosto imenso de...

  • Anónimo

    Mas que bom...As gavetas da memória ... que saudad...

  • Anónimo

    Oh minha querida Tiazinhacomo eu adoro este artigo...

  • Anónimo

    Querida Amiga de minha MãeAgradeço as suas palavra...

  • Maria José Rijo

    Creia que foi com profunda tristeza que recebi a n...


Pensamentos de Mª José

@@@@@@@@@@@@@@@@@

@@@@ O caminho acaba ali... Ali onde começa a descoberta, O caminho é sempre estrada feita O fim do caminho É uma porta aberta... Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Quando o homem se render à força que o amor tem e a arma for oração pulsará na vida a paz como bate um coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Ser semente do futuro, é a mensagem de esperança, Que como um recado antigo, A vida nos dá a herança.- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Eu penso, que é saudável e honesto reconhecer e respeitar as diferenças que nos individualizam no campo, também dosi deais.----- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@ Há uma tal comunhão entre a obra e o autor Que até Deus concebe o Homem e o Homem - o Criador! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ UMA IDEIA : É uma LUZ que se acende i nesperadamente no nossos espirito iluminando um caminho novo. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Sei para onde vou- pela ansia de galgar a distância- de onde estou- para o que não sou. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ A solidão é o que preenche o vazio de todas as ausências. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Quando na vida se perde, Um amigo ou um parente, P’ra que serve a Primavera? Se o frio está dentro da gente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Mesmo sobre a saudade, a doçura do Natal, embala cada coração como uma música de esperança. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Em passadas de gigante nobre de traça e idade vem da nascente p'ras fontes dar de beber à cidade. -- Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Nas flores como nas pessoas, ás vezes a aparente fragilidade também pode esconder astúcias e artificiosos bluffes ”. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ A cada um seu direito, A cada terra seu uso, A cada boca um quinhão, A cada roca seu fuso, Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Seja cada dia um fruto- Cada fruto uma semente- Cada semente o produto- Dos passos dados em frente. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Coisas e loisas esparsas- Como a ferrugem – se pica- Como a lama dos caminhos- Se pisada… nos salpica. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Todos os dias amanhecem Crianças Pássaros Flores ! Sobre a noite das crianças Pássaros Flores que já não amanhecem Amanhecerá! Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@ Ao longe vejo Olivença Mais perto, Vila Real A meus pés o Guadiana Correndo manso – na crença De que tudo é Portugal Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Pátria sagrada de povo, Que emigrada- ganha pão, estás repartida- mas viva Se te bate o coração. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Portugal mais se define Onde a fronteira se traça Pode partir, mas não dobra Quem defende Pátria e Raça Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@ Bom seria se os recados do nosso coração chegassem ao ouvido de quem os motiva, porque então saberíamos como somos queridos e lembrados sem necessidade de telefones ou cartas. As comunicações seriam de coração para coração como a música de alma que se soltasse de um poema. Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@@@@

LIVROS PUBLICADOS:

-E vim cantar- 1955@ -Paisagem- 1956@ -Rezas e Benzeduras- 2000@ @@@@@@@@@@@






ARTIGOS PUBLICADOS Em :

Jornal Linhas de Elvas - Desde 1950 @ @@@@@@@@@@@ Jornal da Beira - (Guarda) @@@@@@@@@@@ Jornal da Ilha Terceira (Açores) @@@@@@@@@@@ Jornal O Dia @@@@@@@@@@@ Jornal O Despertador @@@@@@@@@@@ Revista Norte Alentejo @@@@@@@@@@@


links

Um pouco de mim...

EFEMERIDES

Blogs- quem nos cita

Deambulo por

Culinaria

K I K A

Paginas de Diário

2019

2018

2017

2016

2014

2015

2013

2012

2011

2010

Cá estou ...

Mais alguns...

Alguns...

Alentejo

Eurico Gama

Artigos sobre...

Escola Musica / Coral

Elvas Cidade...

Escritores e...

A Familia

Sebastião da GAma

Minhas sobrinhas Bisnetas

Meus sobrinhos Netos

Meus sobrinhos

Diversos...

Páscoa

São Mateus

Cartas especiais

noticias em Jornais

Dia da Criança

Cartas do Brasil- 1996

AÇORES

Juromenha

Col. de Gastronomia

O Natal

Exp. MuseuTomaz Pires-1984

Exposição PERCURSO-2008

HistóriasCmezinhasEreceitas

Revista Sénior

JOSÉ RIJO

Hospital e Maternidade

Livro de Reminiscências

Livros- de HistóriasInfantis

  • A história da Cotovia
  • A história de uma Flor
  • A historia do Castelo
  • AlendaMisterioso vale florido
  • O sonho da Joca
  • A menina de Trapo
  • A avó conta 1 historia
  • Conto - Margarida - 1
  • Conto-Margaridavaicontente
  • ... então sonhei!
  • O Cavalinho encantado
  • A princesa Jasmim
  • Aurinha está doente
  • Arnaldo o terrivel
  • A Cabrinha
  • Era uma vez ...
  • O pequeno castanheiro

Dias festivos

Programa de Poesia (radio)

Crónicas na Revista

Livro de Poemas - I

Livro de Poemas - II

Livro de Poemas - III

Livro de Poemas - IV

Aniversários Linhas

Livro Rezas e Benzeduras

Livro das Flores

LivroJoaoCarpinteiro

A Visita - Despertador

Programas se SãoMateus

Entrevistas

Entrevista - TV-Videos,etc

Visitantes no Blog

Aniversarios Blog



arquivos



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.